sexta-feira, 22 de abril de 2016

Preciso Voltar pra Dentro de Mim!

Isso tudo me machuca, me sufoca, preciso esvaziar os pensamento, dar um tempo pra minha mente. Meu corpo se contorce em meio a dor. Não consigo parar de sofrer esse vício O amor já não supre minhas necessidades. Preciso mais. Preciso sentir a respiração, o calor... Em meio a opções, eu busco entender por que sou assim? Por que tenho que viver neste mar de buscas incessantes? São coisas medíocres que só me desgastam. Eu preciso voltar para o ninho, voltar para as asas do meu anjo, pois ,sem ele, a vida perde a cor e meu mundo se torna insignificante. Acordar pela manhã já se tornou pior do que a dor de uma grave doença, ou do fantasma que insiste em atormentar os meus dias. Eu clamo a todas as bruxas do mundo, resgatem a minha alma do posso de "pixe" que a joguei!!! Sem alma é melhor não viver, é melhor lançar ao vento as minhas cinzas, pois só assim eu estarei livre dessa prisão.
Não quero mais ser esta pessoa a qual, minha outra metade já não pode confiar. Prometo aos Deuses que, se um dia eu encontrar este espírito errante que me completa, darei a ele o alimento pelo qual ele tanto grita, pelo qual ele tanto sofre, mas para isso, eu preciso provar que ainda posso fazer bem, provar a ele, que meu amor não é uma dose de curare, mas sim, uma gota de mel. Eu poderia dizer que, abrir mão deste mundo, seria mais fácil que abrir mão deste "ser" pelo qual eu esperei a vida toda, pelo qual eu vive as mais fortes emoções, pelo qual eu soube chorar de saudade e gemer de amor. Hoje, dormir sem ter as suas asas em volta do meu corpo, é como ficar nua em meio ao gelo, minha pele queima, mesmo meu corpo estando frio, pois o calor que existia dentro de mim, foi sumindo, a medida que eu fui errando. Por muito tempo eu busquei respostas e só agora eu consigo entender o por que de tudo isso. Sofro por ter sido uma pessoa que não soube amar, que não soube lidar com tamanha paixão. Obrigada por ter deixado tudo mais claro na minha mente e ter me mostrado que não tem como amar com palavras, mas sim com o coração. A causa do meu martírio está definida no meio de um monte de frases mal organizadas e escritas por uma mente doente a qual eu deixo guiar a minha vida. Preciso recuperar aquela casa com uma lareira e um cantinho para escrever meus livros. Preciso voltar para dentro de mim e assim resgatar aquela flor pela qual a mais bela borboleta se encantou. Ela nunca se afastava do jardim, até o dia em que sua flor preferida começou a murchar e virar um monte de galhos secos. Mas, ela nunca perdeu a esperança, pois acreditava que, se continuasse regando e cuidando, sua flor não morreria, mesmo assim, ela não resistiu. Ela foi definhando até o último momento, porém, como Deus nunca desiste de quem realmente busca o que é certo, as raízes da bela flor continuaram fortes, e agora, há uma esperança de que tudo volte a ter o mesmo brilho que teve, 3 dias antes do início daquele verão. Brilhar era comigo, sonhar então... isso nem se fala, os sonhos eram o combustível que me levava para um lugar chamado ideal, mas tudo isso foi deixado para traz, no dia em que eu confundi sonhos com devaneios e comecei a duvidar que tudo poderia ser possível. Comecei a dar valor para coisas sem valor e esqueci de observar que, os maiores tesouros são encontrados em meio as pedras. Eu queria um campo limpo e livre de ervas daninhas, mas devido a minha ingenuidade, eu fui deixando elas se proliferarem e destruírem tudo o que havia de bom. Isso só aconteceu porque eu permiti e só cabe a mim dar um fim a tudo isso. Destruir esses parasitas de uma vez, e me livrar de mais essa dependência, é a unica maneira de convencer a bela borboleta a voltar para o seu lugar de origem. Por muitas vezes eu me perdi em meio aos meus sonhos, e num dos mais belos, eu pude sentir o toque de suas mãos, mas quando acordei, a unica coisa que restou, foi um sopro de vento deixado pelo bater de suas asas. Quero pedir para o mais importante anjo que possa ter sido enviado por Deus para nos proteger, que vá até o alto daquela montanha e liberte minha outra metade. Mostre que ele ainda pode voar e diga que venha até mim, não só quando eu estiver sonhando, mas quando eu estiver sozinha e com medo, pois apesar de tudo o que há de ruim em minha vida, eu nunca deixei de acreditar que o amor é o único sentimento que pode deixar o passado para traz e dar um novo rumo no presente, para que o futuro seja o encontro com a felicidade.

Silvana Hennicka!!