quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Prefiro Continuar Dormindo

Se a vida marcasse um encontro com meu destino e em uma conversa casual decidisse me levar até você, eu me acostumaria com o seu sorriso e passaria a eternidade flutuando no brilho do seu olhar. Se a realidade falsa que consome meus dias não me permitisse sair dos sonhos para continuar vivendo o impossível, eu pagaria o alto preço do sofrimento e deixaria a minha razão em troca de um último beijo. Não há limites para o imaginário e dentro de uma fim inevitável, levarei comigo o calor do seu corpo e o cheiro da sua pele, pois, pela falta de capacidade que tenho de viver no mundo da sua ausência, decidi não mais lutar para só então poder te tocar.

- Silvana Hennicka