sábado, 10 de outubro de 2015

Uma Carta de Adeus

Hoje eu desisti de você, não te quero, não te necessito... Te peço, por favor ,vai embora da minha vida e dos meus pensamentos. Vou apagar as lembranças e te expulsar do meu peito para sempre. Não quero te superar, preciso te esquecer, virar a página... Na arte de magoar as pessoas que te amam, você se especializou. Por que tamanha prepotência? Pra que agir desta maneira? Qual o prazer que você sente quando toma esse tipo de atitudes? Por outro lado foi bom, pois nessa tarde, com poucas palavras, você matou o restinho de amor que habitava meu peito, agora meu coração está livre pra ser feliz e amar novamente. Demorei pra entender que você nunca me mereceu, você nunca mereceu uma única lágrima que eu tenha derramado quando senti sua falta. Ainda bem que tenho um mar de lágrimas, pelo menos isso você não conseguiu destruir, poderei derramar ainda, muitas lágrimas de alegria. Não sei se o meu rosto esboça tristeza ou decepção, mas uma coisa é certa, existe dentro de mim uma coisa chamada piedade, tenho pena de você. Te mostrei o que era ser amado, te dei meu mundo e meu coração e você dispensou, não quis, e por orgulho, mesmo sabendo que o errado foi você, que as mentiras partiram de você. Eu sempre pensei que o destino das pessoas estivesse traçado, me enganei e sofri com isso. Somos nós que fazemos o nosso destino e eu fui uma tola em achar que você fazia parte do meu, que você fazia parte do mundo que eu sonhei pra mim. Você se transformou em uma ilusão real, algo que eu idealizei, mas que nunca tive por completo. Eu amei algo que não existia, algo que eu queria que fosse perfeito, quanta besteira. Fui cega e imatura. Vivi um conto de fadas, onde eu era a princesa e você me salvaria da torre a qualquer momento, mas aconteceu o contrário, você me aprisionou, me colocou em um lugar escuro, onde eu só conseguia visualizar meus sonhos, nada mais. A pessoa que eu pensei que amaria pra sempre já não existe, no fundo acho que nunca existiu. A pessoa por quem eu fui loucamente apaixonada, era um homem meigo, gentil, carinhoso e leal, um homem ambicioso que me queria ao seu lado quando chegasse ao topo, mas hoje o topo é pequeno demais para duas pessoas. Pra que dividir com alguém, algo que se pode desfrutar sozinho? Ter o poder sempre foi o seu sonho, pois agora, viva ele sozinho na solidão de um apart hotel, e mesmo que você arrume companhia, o fantasma dessa mulher que você tanto fez sofrer, vai te atormentar pra sempre, pois só eu sei o quanto você ainda me ama. Quando você encontrar algo que seja "VIÁVEL", deixa pra PRÓXIMA, isso na sua vida, porque na minha não existirá próxima vez. Estou livre para voar, livre para voltar a viver, para ser feliz novamente.


Silvana Hennicka!!