quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Dia dos Namorados

Talvez eu não seja a pessoa mais indicada para falar sobre o Dia dos Namorados, já que pra mim, essas 9 letras agrupadas, nada mais são, do que sinônimo de propriedade. Mas como no Brasil se dá um jeitinho pra tudo, agora inventaram o tal do namoro aberto, sem compromisso, relacionamento enrolado, amizade colorida... que nada mais são, do que maneiras diferentes de falar que se é dono de alguém, sem precisar dar satisfação sobre a sua vida. Me desculpe aqui, as pessoas que se encaixam nesse grupo, mas namoro pra mim, vai além de uma mudança de status no facebook ou em um anel comprado num brechó e colocado na mão direita. O termo "namoro", deveria ser sinônimo de compromisso, de respeito, de carinho e de dedicação a uma única pessoa. Hoje os jovens banalizaram qualquer tipo de compromisso mais sério. Namorar alguém, tornou-se careta, o que tá na moda, é o "ficar", o "transar" com qualquer um, senão com vários ao mesmo tempo, isso quando não se faz uma lista pra saber quantos já se beijou... Ir na casa pedir a mão da moça em namoro pro pai dela é quase que cometer um homicídio contra a coitada, ou então, virar motivo de piada. Aquele beijo que se dava no portão de casa, após voltar de mãos dadas do cinema, tornou-se o "chegar em casa bêbada, carregando o sapato na mão e fedendo a álcool". Os casamentos mais parecem um circo! A noiva se preocupa tanto com os detalhes da festa e com o vestido, que depois vai ficar amarelando dentro de um saco, enfiado no roupeiro, que esquece que tem um noivo, que no fundo, só queria estar com ela, nada mais. Quando se ama e se quer estar com alguém, não é preciso provar nada a pra qualquer pessoa que seja, a não ser, pra pessoa escolhida. Quando se ama, um simples filme com pipoca, torna-se um jantar a luz de velas em um restaurante parisiense. Quando se ama alguém, não é preciso expor a sua vida pra ninguém, basta ficar a dois e sentir seus corações bater mais rápido, enquanto se faz amor, pois quando se ama alguém, a necessidade de fazer sexo, desaparece. Mesmo sem ter alguém para dar um presente de Dia dos Namorados, eu gostaria de presentear vocês com essas palavras ásperas, porém necessárias.

Silvana Hennicka!!

Uma História da Vida Real


Carla era uma bela mulher. Estudante do terceiro ano de arquitetura e vários projetos a executar. Com cabelos loiros, corpo de bailarina e um sorriso inocente, Carla, aos 23 anos, ainda era virgem, mesmo nos dias de hoje, onde meninas de 15 anos já são mães. Carla sonhava em se entregar a um homem especial. Ela não queria só uma noite de sexo, ela idealizava algo a mais, uma família talvez. O sonho de Carla virou realidade quando ela conheceu Mauro, um homem vinte e dois anos mais velho, mas que fazia Carla se sentir uma princesa e ela soube que, a tão sonhada hora havia chegado. Não vou me prender aqui, às famílias de cada um dos lados, mas posso dizer que Mauro estava vivendo um momento de tristeza, pois havia perdido seu único filho e terminado um relacionamento de sete anos com outra mulher, também mais nova do que ele. Talvez a carência misturada com a tristeza pela sua perda fizeram com que Mauro também se entregasse a Carla e os dois decidiram viver aquela paixão. Tudo isso não teria nada de mais, seria uma história de amor comum, se não fosse pelo fato de que Carla engravidou na segunda vez que se entregou a Mauro. Com toda a inexperiência que cerca uma mulher ingênua, ela viu seu lindo futuro virar fumaça e pra piorar o seu tormento, aos três meses de gravidez, ela descobriu que a ex-namorada do seu, agora marido, também estava grávida de um mês e que o filho era dele. O sofrimento de ter que conviver com outra barriga crescendo no mesmo tempo que a sua, levaram Carla ao desespero e ela passou em torno de sete meses internada, pois a tristeza tornou-se uma companheira e ela já não queria mais viver. Mauro continuou com Carla, pois em nome do amor que sentia, ela o perdoou e dois meses após nascer Felipe, Mauro precisou se ausentar para acompanhar o parto do seu outro filho, que segundo ele, foi fruto de uma única noite, uma recaída e Carla fingia acreditar. A dor maior dela foi por ter que ouvir o homem que ela amava dizendo que a outra era gostosa e que a experiência que faltava para Carla, ela tinha de sobra e que sendo assim, ele não conseguiu resistir. Carla sofria em silêncio. Ela sofria pela interrupção dos seus sonhos, pelo filho que chorava dia e noite, pela falta de prazer que sentia por ainda não conhecer seu próprio corpo, por não ter aproveitado a sua vida sexual antes de ser mãe, mas principalmente, por saber que Mauro não lhe pertencia. O que Carla idealizou, nunca seria real, pois ela teria que conviver para sempre com o fantasma da traição e a dúvida sobre quem era o seu marido. Mauro era um homem bem sucedido e influente e se usando disso, conseguiu um bom emprego para Carla, pois assim, ela iria se sentir melhor e de certa forma, foi isso que aconteceu. Mas as coisas ficaram pior quando, após, mais uma discussão, Carla foi pra casa de sua mãe e levou suas coisas, talvez ela esperasse que Mauro implorasse pra que ela voltasse, mas ao invés disso, ele foi embora pra outro estado e no momento que Carla voltou para o lugar que pensava ser seu lar, seu castelo terminou de desmoronar ao perceber que ele a havia deixado de vez. Ela ficou muito bem amparada com casa própria, um bom emprego e uma gorda pensão pra Felipe, mas ela não queria o que o dinheiro pudesse compra, Carla queria só queria o seu amor, o seu homem, o pai do seu filho, uma coisa, que na cabeça dela, era simples. Ela queria sua família unida e então, resolveu perdoa-lo e por amor, viver uma "meia" vida, se conformar com as migalhas de uma felicidade que ela nunca sentiu de verdade, mas que era o suficiente para alimentar sua alma e diminuir sua dor. Hoje Felipe já completou um ano de idade e Carla continua com Mauro, mesmo ouvindo todos os dias seu coração lhe dizer que ele está com a outra. Mauro nunca falou a Carla que a amava e pra ela isso não tem importância, pois seu amor é o suficiente para os dois, então tudo bem. Eu me pergunto como ela pode amar ele mais do que a si mesma, mas no fundo não a critico, pois eu mesma, já me anulei por pensar que amava alguém que só me maltratava, mas no caso de Carla, Mauro não finge amá-la e tenho certeza que um dia ela vai acordar e perceber que nunca valeu à pena. Que minutos de alegria, não apagam dias de sofrimento.  

- Silvana Hennicka

Observo Melhor de Longe

Gosto da beleza, da inocência e da paciência. Nada pra mim tem que ser de imediato. O tempo transforma o sabor do vinho, assim como o tempo me transformou também. Hoje não busco mais respostas, pois dificilmente eu faço perguntas. Aprendi a observar mais e a julgar menos. Do de "ombros" quando sinto cheiro de hipocrisia e visto a máscara da indiferença, quando percebo que as pessoas que mais julgam, são as que menos tem valor moral. Não preciso pôr nada em pratos limpos nem tampouco pedir explicações sobre coisas que não vão mudar a minha essência. Quero acordar com o coração leve e com a mente saudável, sem poluição, e assim não mentir para mim mesma. Eu sou a minha realidade e a minha verdade, qualquer coisa fora disso, não faz parte dos meus dias. Faz-me rir a ousadia de "terceiros" em supor que podem abalar minhas estruturas com seus dardos de "silicone" e armas de "borracha".
- Silvana Hennicka!

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Não Se Mostre

O anonimato preserva as verdadeiras amizades e prolonga as grandes paixões!
- Silvana Hennicka

A Responsabilidade é sua!

Apenas um alerta pra comemorar o dia das crianças. Lembrem-se pais, vocês são culpados pela obesidade e má alimentação dos seus filhos sim, muitos por ignorância, mas a maioria aprende que ceder às vontades dá menos trabalho do que educar e pensa que dizer não é falta de amor.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Feliz dia Dos "Adultos"

Me pergunto a cada data religiosa comemorada, por que as pessoas tem a necessidade de expor aqui sua crença, usando o nome de Deus e Santos nesses dias ditos "sagrados", mas passam o resto do ano praticando o mal que carregam em seus corações? Porque vocês não deixam essa hipocrisia de lado e param de se esconder atrás desses costumes inventados pelos homens? É tanta mentira na vida da maioria das pessoas que o facebook virou uma fuga da realidade. Todos aqui, expõe de si o que gostariam de ser e não o que realmente são. Criou-se uma caricatura social, onde, ou se está feliz, ou se está triste, ou se é vítima de alguma circunstância ou se conseguiu uma vitória e assim por diante. A vida de cada um não tem mais mistério ou magia, pois todo mundo sabe da vida de todo mundo e o que era pra aproximar quem está longe, afastou quem está perto e destruiu a essência do ser humano. As mulheres perderam o valor e querem ser levadas a sério achando que "feminismo" e "machismo" tem o mesmo significado. Chega ser ridículo comparar um movimento que nos deu liberdade e direitos, com um sentimento que o homem carrega consigo a milhares de anos. A curiosidade alheia está corroendo a sociedade, fazendo com que se percam os valores, a dignidade e o amor pelas coisas mais simples. Hoje comemora-se o dia das crianças, mas não temos mais crianças, transformamos nossos pequenos em projetos de alguma coisa que não conseguimos ser no passado e achamos que enche-los de presentes vai preencher o vazio que eles sentem deles mesmos. A criança não sabe nem o que significa a palavra "ser adulto", e já enfiaram na cabeça dela que se ela não estudar pra ser alguém na vida ela não será feliz, quando deveríamos mostrar que a felicidade brota de dentro e não vem de nada que o dinheiro possa comprar, ou então, eu não sentiria tanta saudade da minha infância, onde guardar figurinha de chiclete era legal e ir à missa sempre com a mesma roupa, não era motivo de vergonha. O dinheiro só dá prazer a quem já é feliz sem ele, ou não veríamos tantos casos de suicídio de adolescentes que sempre tiveram tudo na vida e que me corrijam aqui os psicólogos que conheço, mas se não fosse assim, seus consultórios não estariam lotados. Medem a inteligência de nossos filhos com a nota que ele tira no colégio, através de um sistema “falido” que nada mais é do que uma fábrica de diplomas e não de profissionais. Se hoje eu tenho coragem de escrever tudo isso é porque cometi os mesmos erros com meus filhos e comigo mesma e hoje eu não permito mais que as pessoas guiem a minha vida assim como eu não imponho a minha vontade aos meus filhos. Não fale para seus filhos, “me respeite que eu sou seu pai”, ensine-os que o ser humano merece respeito. Cuide mais da alimentação deles e pare de colocar a culpa na sociedade, pelos hábitos que ele desenvolveu morando na sua casa desde que nasceu. Lembre-se, nos entregam o “CD” ainda virgem e somos nós que gravamos a maior parte do repertório.
-Silvana Hennicka

domingo, 11 de outubro de 2015

Decepção!

Por que a melancolia precisou abalar mais uma vez as estruturas que formam a minha personalidade? Por que preciso estar sempre nessa de querer, de esperar, de achar que as pessoas deveriam se preocupar em não magoar quem está próximo, mas, principalmente de perceber que está apagando aos poucos a chama que alimenta um lindo amor? Por que eu não consigo mudar a minha conduta e pensar no meu próprio umbigo, ser egoísta, amarga e fria? De que adianta ser admirada, desejada, se quando você faz uma escolha, pensando que assim, vai ser feliz, as coisas mudam, as pessoas mentem, fingem e não se importam nem um pouco com tudo o que é simples, mas que para o outro, pode ter significado muito? Queria poder estar longe, estar naquele lugar chamado "esperança", pois só assim, talvez, eu continuasse a acreditar, a querer, a me doar e jamais deixar de ser quem eu "ainda" sou, uma mulher que mima, que se preocupa com as necessidades dos outros e que ainda acredita em contos de fadas e em uma família feliz. "Contos de Fadas", talvez esteja aí a explicação, idealizar algo que só existe nas páginas dos livros e nas telas do cinema. Por que é tão difícil amar? Por que as pessoas não entendem que não tem como amar pela metade, amar só um pouco ou de vez em quando? Eu sempre acreditei que quando se decide ficar com alguém, é preciso abrir mão de muitas coisas, cortar as cordas com o passado, se moldar aos defeitos do outro e recomeçar, ou então, não vale à pena amar. A maior prova de amor que se pode dar a alguém é a doação, não a submissão, apenas a doação, é mostrar para aquela pessoa que ela é especial e que você tem orgulho dela, orgulho de estar ao seu lado, mas que você jamais perderá a sua essência para agradá-la. Eu queria poder mostrar as pessoas que o futuro está distante demais pra se perder tempo pensando no que poderá acontecer, mas que agora, nesse momento, alguém é uma parte importante da minha vida, e é com essa pessoa que eu quero dividir sonhos, mesmo que superficiais. Ela precisa saber da verdade, o quanto a minha vida ficou bagunçada desde que ela apareceu e quanto ela me faz sorrir e querer viver, mas nada disso é real e nesse momento eu estou aqui, com o peito gritando, com os olhos vazios, refletindo, que a única coisa que importa pra mim é voltar pro mundo real. 

- Silvana Hennicka!
Se entregue as sensações que amar pode lhe proporcionar. Dispense a raiva
Evite a tristeza
Fuja da monotonia
Se lança a esse mistério que é "ser feliz"

- Silvana Hennicka


sábado, 10 de outubro de 2015

Era pra ser eterno, mas acabou!

É estranho conhecer alguém por telefone. Se apaixonar por uma voz, por alguém que ainda não existe na sua mente. Foi assim comigo. Ele pediu meu endereço, me chamou para um churrasco e foi me buscar em casa, apenas porque um amigo em comum havia sugerido a minha companhia . Eu não sabia quem era, onde morava, qual a cor dos seus cabelos ou que carro eu deveria aguardar em frente ao sobrado onde eu morava... Sabia apenas a sua profissão, mas nem precisava tanto, pois quando ele, ao invés de me cumprimentar, disse apenas que eu estava cheirosa, me fez ter a certeza naquele momento, que eu seria sua para sempre. Ele me levou até sua casa, me apresentou seu filho, sua cachorra e eu, mesmo sem comer carne vermelha há algum tempo, não disse não, quando ele me ofereceu um pedaço. Conversamos muito e toda vez que eu mencionava ir pra casa, ele dizia que o papo estava bom e que deveríamos continuar conversando. Me convidou até pra dormir em sua casa, e eu confesso que adorei quando ele me levou pra casa, as 4 horas da madrugada. Não consegui dormir, ele não saía da minha cabeça. Um homem extremamente inteligente, um cavalheiro, que depois fui descobrir, era meu príncipe e foi acreditando nisso, que eu tive coragem de mandar uma mensagem no dia seguinte, a qual ele respondeu imediatamente e depois disso, não nos separamos mais. Sentíamos necessidade de nos encontrar todos os dias e quando percebemos, havíamos construído um conto de fadas real. Nossa paixão só aumenta a cada dia que passa e eu me sinto completa, uma mulher realizada, que não precisa buscar nas coisas tristes uma razão pra viver. Hoje sou livre e ao mesmo tempo presa a ele, pois não consigo imaginar a minha vida sem os seus abraços logo que acordo pela manhã ou sem o seu corpo ardendo quando chega perto do meu. Hoje ele se transformou na razão para eu continuar lutando pelos meus sonhos. Seu abraço é sinônimo de bem estar e sua dose homeopática de ciúmes me faz sentir amada. O destino é uma coisa estranha, faz a gente mudar a direção repentinamente e nos lança para as mais inesperadas situações. Hoje eu posso dizer que aprendi a dar valor para coisas que já não tinham importância pra mim, como cuidar de um cachorro, de um jardim de um adolescente, mas principalmente, cuidar do homem que cuida de mim, que me protege e me faz feliz. Em pouco tempo eu sofri uma transição, uma metamorfose... Mudei de profissão, parei de viajar, voltei a escrever e casei. Eu não me via casada novamente. Eu me via sozinha na minha casinha de sapê e hoje eu estou na minha casinha, no meu lar, mas não sozinha, eu estou com o meu amor, o meu príncipe, o homem que eu sabia que encontraria um dia, o homem que tanto eu pedi a Deus e tanto desejei encontrar. Obrigada meu amor por existir, por fazer da minha vida esse jardim, onde as borboletas se divertem e por me fazer rir o tempo todo. Viu, hoje eu tenho certeza de que é ao seu lado que eu quero envelhecer e é com você que eu quero morar na Holanda ou em qualquer outro lugar que você me propor, pois hoje eu sei o que é um amor de verdade. Com você eu estou aprendendo o que é cumplicidade, lealdade e fidelidade. Envelhecer ao seu lado é o meu destino! 

- Silvana Hennicka

Uma Carta de Adeus

Hoje eu desisti de você, não te quero, não te necessito... Te peço, por favor ,vai embora da minha vida e dos meus pensamentos. Vou apagar as lembranças e te expulsar do meu peito para sempre. Não quero te superar, preciso te esquecer, virar a página... Na arte de magoar as pessoas que te amam, você se especializou. Por que tamanha prepotência? Pra que agir desta maneira? Qual o prazer que você sente quando toma esse tipo de atitudes? Por outro lado foi bom, pois nessa tarde, com poucas palavras, você matou o restinho de amor que habitava meu peito, agora meu coração está livre pra ser feliz e amar novamente. Demorei pra entender que você nunca me mereceu, você nunca mereceu uma única lágrima que eu tenha derramado quando senti sua falta. Ainda bem que tenho um mar de lágrimas, pelo menos isso você não conseguiu destruir, poderei derramar ainda, muitas lágrimas de alegria. Não sei se o meu rosto esboça tristeza ou decepção, mas uma coisa é certa, existe dentro de mim uma coisa chamada piedade, tenho pena de você. Te mostrei o que era ser amado, te dei meu mundo e meu coração e você dispensou, não quis, e por orgulho, mesmo sabendo que o errado foi você, que as mentiras partiram de você. Eu sempre pensei que o destino das pessoas estivesse traçado, me enganei e sofri com isso. Somos nós que fazemos o nosso destino e eu fui uma tola em achar que você fazia parte do meu, que você fazia parte do mundo que eu sonhei pra mim. Você se transformou em uma ilusão real, algo que eu idealizei, mas que nunca tive por completo. Eu amei algo que não existia, algo que eu queria que fosse perfeito, quanta besteira. Fui cega e imatura. Vivi um conto de fadas, onde eu era a princesa e você me salvaria da torre a qualquer momento, mas aconteceu o contrário, você me aprisionou, me colocou em um lugar escuro, onde eu só conseguia visualizar meus sonhos, nada mais. A pessoa que eu pensei que amaria pra sempre já não existe, no fundo acho que nunca existiu. A pessoa por quem eu fui loucamente apaixonada, era um homem meigo, gentil, carinhoso e leal, um homem ambicioso que me queria ao seu lado quando chegasse ao topo, mas hoje o topo é pequeno demais para duas pessoas. Pra que dividir com alguém, algo que se pode desfrutar sozinho? Ter o poder sempre foi o seu sonho, pois agora, viva ele sozinho na solidão de um apart hotel, e mesmo que você arrume companhia, o fantasma dessa mulher que você tanto fez sofrer, vai te atormentar pra sempre, pois só eu sei o quanto você ainda me ama. Quando você encontrar algo que seja "VIÁVEL", deixa pra PRÓXIMA, isso na sua vida, porque na minha não existirá próxima vez. Estou livre para voar, livre para voltar a viver, para ser feliz novamente.


Silvana Hennicka!!

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Uma Comédia Dramática

Ela passou por aqui hoje para fazer mais um post no espaço, que tem sido para ela um refúgio nas horas de tristeza e solidão e que, graças à Deus, tem feito parte dos bons momentos também. Ela sempre foi julgada por suas atitudes, por ser impulsiva e deixar que seus sentimentos dominassem a sua mente, mas agora está sendo julgada pelas atitudes dos outros. Pela primeira vez em muito tempo, ela não fez nada e mesmo assim o passado voltou a percorrer a sua pele e lhe fez sentir arrepios. Por outro lado, isso tudo a fez ver o quanto é amada e o quanto algumas pessoas lhes são leais. Durante muito tempo ela acreditou e deu valor a quem não merecia, mas agora isso já faz parte de uma época que ela não quer que volte. Tantos textos, tantos versos, tantos contos... todos deveriam tocar de alguma maneira o coração da pessoa certa, mas ela esqueceu que a pessoa certa não tem coração. Ela envelhecerá buscando respostas que nunca terá, o jeito agora, é deixar de lado as perguntas e mudar o rumo, na verdade, ela já pegou outra direção há algum tempo, o seu erro foi dar uma última olhada pra trás. O seu erro, foi mais uma vez achar que as pessoas mudam, que as pessoas se importam com a dor umas das outras. Isso é uma coisa irreal em se tratando de um ser sem sentimentos. Muitas e muitas noites ela perdeu o sono e ficou, escrevendo, mas não teve coragem de postar, esse arquivo morto, continua aqui, guardado a sete chaves, como se ela não quisesse magoar a pessoa que mais a fez sofrer nesse mundo. Por que a dor dele deve ser mais importante do que a dela?? Ela sabe que não é perfeita, mas é boa no que se propõe a fazer e na arte da vida a dois, ela sempre procurou dar o melhor de si e vai continuar fazendo isso com o homem que hoje a trata com respeito, o homem que trata as mulheres com respeito, ou seja, um homem de verdade, que não vive de aparências e de faz de contas e não uma pessoa que sente prazer em ver as mulheres sofrendo por ele. Mesmo ela tendo todas as provas estampadas na sua frente, ela ainda têm um sentimento de injustiça rondando a sua mente... Isso é um absurdo!! Ninguém lhe contou!! Ela viu e ouviu tudo!! Viu um homem usando uma máscara que nunca sairá da sua face. Ouviu um homem sem escrúpulos magoando uma mulher que um dia também lhe jurou amor, assim como fez ela e com muitas outras. Ela espera que Deus saiba o que faz e que se esse sentimento de injustiça tiver algum fundamento, que ele a perdoe um dia, assim como ela já o perdoou várias vezes. Ela não lhe deseja a solidão, ou o sofrimento, mas pede que ele sinta um pouquinho do que é amar e ser mal tratado por dias sem fim, noites sem fim. Ela sofreu a dor da angústia, da espera, do desprezo, da humilhação e da traição, em todos os sentidos. Nenhum homem ama tantas mulheres ao mesmo tempo, mas o bom nessa vida é que toda a mentira vira verdade um dia e a pessoa vai se afundando tanto na lama e na sujeira, que vai chegar a hora que ela terá que pedir perdão, para só então, sair de lá e é bem provável que não receba ajuda nessa hora, não das pessoas que ela fez sofrer por conta dos seus atos de manipulação. O bom de conviver com uma pessoa que tem uma farsa como sinônimo de vida, é que você aprende e ela aprendeu a fingir também. Aprendeu como fazer para convencer, pra chorar sem estar triste e como virar as costas e voltar para o mesmo lugar de onde partiu. ela confessa que a sensação não é boa. Ela sempre viveu muito com o coração e fazer de conta, não faz parte do seu currículo, mas ela precisava provar para si mesma que a cura existe e que está dentro de cada um de nós, assim como a cura do câncer. A mulher tem uma força interior que não sabe que possui e por viver a vida de um homem ao invés da sua, ela acaba ficando frágil e sofrendo por amor. Não permita que homem nenhum te humilhe, te maltrate, lhe levante a mão ou faça você chorar. Ela viveu tudo o que viveu, por algum propósito, que tem quase certeza, foi pra escrever o seu segundo livro, mas ele não será um drama, ela vai contar de uma maneira divertida, como é chorar e sorrir ao mesmo tempo, como ver nas coisas tristes e nas pessoas vazias, aquilo que não devemos buscar. Ela deseja agradecer mais uma vez as suas amigas, que por conseguirem sentir o que ela sentiu, resolveram ficar na linha de frente da batalha, tomando para si as suas dores, mas ela não quer mais isso pra sua vida e não quer que elas percam tempo com coisa pequena e que não valem à pena, aliás, que nunca valeram. Ela quer sim, dar muitas gargalhadas da comédia que isso está se transformando e convidá-las a ficar no camarote vendo o espetáculo, que um dia, ela sabe, vai acabar se transformando num drama, que terá um triste final para todos, personagens e público.

Silvana Hennicka!

Sem Você as Flores não tem Perfume

Eu não sei por que, mas hoje eu resolvi, hoje eu quis escrever. A necessidade e a fome de expor, de exclamar, de teclar o que sinto, faz minha alma doer. Preciso escrever, mas não sei o que preciso escrever. Estou confusa, estou contente, estou doente, angustiada e decepciona. Poderia eu ser mal amada? Não sei a resposta para uma felicidade que dói, que sangra e que chora, apenas sinto o ardor do meu ser em situações de desgaste e de insegurança. Hoje tenho tudo, me tenho, te tenho, mas não te possuo, então, para que ser feliz se as coisas que faço, as flores que cultivo, as carícias gratuitas que te dou, já não te fazem vir até mim? Que as asas dos anjos continuem me protegendo e me mostrando que o mundo é redondo e que um dia chegaremos ao começo e veremos que cada passo dado, cada gesto feito, cada lágrima derramada, valeram à pena. Espero que seja assim e que no dia da minha morte eu não veja que fiquei em débito com minha vida. Espero não me culpar pela falta de coragem e pelo excesso de amor. Meu amor é puro, já foi doado, já foi esmagado, ofendido e rejeitado. Meu amor já foi questionado e julgado. Hoje meu amor chora. Chora o abraço não dado, a carta não enviada, a palavra certa que não foi dita na hora que deveria. Hoje meu coração chora um pedido de desculpas e promessas não cumpridas. Meu amor lamenta a falta de vivencia, de verdade e de lealdade. Já não sei o que fazer com a felicidade que está aqui e que agora não quer mais ser notada, já não quer mais ser sentida nem vivida. Apenas quero escrever. Apenas me deixe escrever e viver. Não posso me manter no escuro ou por traz das cortinas, quero viver entre as flores que cultivo e o doce beijo da sua boca. Me permita ficar deitada em seu colo quando a tristeza chagar. Apenas continue me amando com toda a força que esse amor te permitir e mesmo na distância, na ausência, na tristeza, continue me amando e acreditando que a vida vai manter nossas almas conectadas, pois, quem sabe dessa maneira eu consiga sobreviver, no dia em que o seu existir já não for o suficiente para me manter viva. 

- Silvana Hennicka

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Admiro Minha Idade

Sempre que perguntam minha idade eu respondo que tenho idade o suficiente. Tenho idade o bastante pra não chorar mais pelos outros. Sou madura o bastante pra não me permitir mais sofrer por quem não merece e principalmente, os anos me mostraram que o que pensam a meu respeito só diz respeito a quem pensa e que não acredita que um dia terá a minha idade. Espero sinceramente que essas pessoas cheguem aos 40, tão cheias de vida como eu, e que não fiquem presas ao passado, pensando nos anos de beleza exuberante e que se preocuparam tanto com o exterior e com a vida dos outros, que esqueceram de viver a sua própria vida, aquela que vem da alma. O bom é que o tempo é uma escola constante e um dia você aprende a dar valor para quem te vê no espelho e eu não trocaria meus 40 anos pelos seus 20, pois a minha conquista pessoal é muito maior do que o ego que você deixa dominar a sua mente! 

Silvana Hennicka

Uma Ilusão Chamada Paixão

"A vida é engraçada... Quem diria que alguém se apaixona pela ideia de se apaixonar! Isso aconteceu comigo e acredito que tenha acontecido com uma infinidade de românticos como eu. O arrebatamento, o frio na bariga, o coração acelerado... são apenas fenômenos biológicos que interpretamos como AMOR. Na cabeça do romântico, isso já é combustível suficiente para mover montanhas pelo "ser" amado, idealizar castelos inteiros de felicidade e começar a correr para construí-los!! Nem ao menos lembramos de avisar o outro sobre o futuro maravilhoso e colorido que "nos" espera, afinal, esse "coitado" não precisa saber de nada, precisa apenas, aceitar esse dito amor e seguir ao lado da pessoa. Eis que então, caímos na real... Quase sempre esse castelo desmorona sem que percebemos que não foi o "outro" que o destruiu e sim, nós mesmos, porque não percebemos que ele nunca existiu, que nunca foi um sonho sonhado a dois. A minha sorte é que além de romântica, eu sou uma otimista nata! Nasci rindo e não tenho vocação pra sofredora, não mais, nem tão pouco para jogar o entulho que se forma atrás de mim no quintal alheio! A vida é uma dádiva, deve ser vivida com intensidade, honestidade e leveza!!

- Silvana Hennicka

 Silvana Hennicka

Você!

Porque da alma vem a vontade de ser livre, de bater asas para o incerto e deixar para trás as correntes que me ligam ao passado. Porque do amor vem os frutos do sorriso e os lamentos do que foi perdido e não consegue ser esquecido. Ficou tatuado, impresso e agora sobrevive de lamentos e lágrimas como um mar em fúria que engole a praia e depois a devolve serena e calma. Se aquele beijo não fosse tão doce, talvez não estivesse eu viciada em tamanha droga chamada "você". 

- Silvana Hennicka

Quanto menos as pessoas sabem, mais elas teimam que sabem

Quanto menos as pessoas sabem, mais elas teimam que sabem.
A pessoa inteligente hesita, pondera, vacila. A pouco inteligente nunca vacila, nunca hesita. Quando o sábio sussurra, o tolo simplesmente anuncia aos quatro ventos.
“A verdade” é só um jeito de falar. Não existe nada que tenha o rótulo de “verdade” e que um dia você descobrirá, abrirá a caixa e verá o conteúdo, dizendo: “Maravilha! Descobri a verdade!” Essa caixa não existe. Sua existência é a verdade e, quando você está silencioso, está na verdade. E se o silêncio for absoluto, então você é a verdade suprema.
Mas não pense na verdade como um objeto. Ela não está lá, está aqui. Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você. Você é uma obra de arte, impossível de repetir, incomparável, absolutamente única.
Cada dia traz seus próprios problemas e desafios. Cada momento traz suas próprias perguntas. E se você tem respostas prontas na cabeça, sequer será capaz de ouvir as perguntas. Estará tão cheio de respostas que será incapaz de ouvir. Você não estará acessível. Muitos dos nossos problemas, talvez a maioria deles, existem porque nunca olhamos para eles de frente, nunca os enfrentamos. Ficar com medo deles, não olhar para eles e viver tentando evitá-los só serve para lhes dar mais força. Assim, você está aceitando que eles são reais. A sua aceitação é a existência deles. Sem a sua aceitação, eles não existiriam.
Pare de se julgar. Em vez disso, comece a se aceitar com todas as suas imperfeições, suas fragilidades, seus erros e seus fracassos. Não queira ser perfeito. Isso seria, simplesmente, querer o impossível e, assim, você ficaria frustrado. Afinal, você é um ser humano. Não se preocupe com a perfeição. Substitua a palavra “perfeição” por “totalidade”. Não pense que você tem que ser perfeito, pense que tem que ser total. A totalidade dá a você uma dimensão diferente. Existe uma enorme diferença entre perfeição e totalidade. A perfeição é uma meta a atingir no futuro, a totalidade é uma experiência no aqui e agora. A totalidade não é uma meta, é um estilo de vida.
A maior calamidade que pode acontecer a uma pessoa é ela ficar séria e prática demais. Um pouquinho de loucura e de excentricidade só faz bem.
A existência não é um problema que precisa ser solucionado, é um mistério a ser vivido. E você precisa estar perfeitamente consciente da diferença que existe entre um mistério e um problema. O problema é algo criado pela mente. O mistério é algo que simplesmente existe, não foi criado pela mente. O problema tem algo de feio, como uma doença. O mistério é belíssimo. Com o problema, imediatamente surge a luta. Você tem que resolvê-lo. E algo errado, você tem que consertá-lo. Algo está faltando, você tem que providenciar o elo que falta. Com o mistério, nada disso é necessário.
A Lua aparece à noite… Isso não é um problema, é um mistério. Você tem que conviver com ele. Você tem que dançar com ele, tem que cantar com ele ou pode, simplesmente, ficar em silêncio com ele. Algo de misterioso envolve você.
Você continua sonhando, imaginando coisas bonitas para os dias que virão, para o futuro. E nos momentos em que o perigo é iminente, então percebe de repente que pode ser que não haja futuro algum, amanhã algum e que este é o único momento que tem. Os tempos de desastre são extremamente reveladores. Eles não trazem nada de novo para o mundo, simplesmente fazem com que você fique consciente do mundo como ele é. Eles o despertam. Se você não entender isso, pode enlouquecer. Se entender, pode ser que você desperte.
Arrisque tudo, pois o momento seguinte não é uma certeza. Então, por que se importar com ele? Por que se preocupar? Viva com prazer. Viva sem medo, viva sem culpa. Viva sem nenhum medo do inferno ou sem ansiar o céu. Simplesmente viva. (autor desconhecido)

Eu Amadureci

Eu era assim, tola, insegura e dependente. Hoje sou assim, madura, segura e livre! Me libertei das convenções, das religiões e dos desejos. Deixei de lado as pessoas mesquinhas e limitadas, que chegam com suas máscaras plantando mentira. Parei de regar ervas daninhas e dar ouvidos a diálogos sem conteúdo. Estou transbordando amor e vida. Enchi tanto o meu "saco" que ele explodiu e coloquei no lugar um "foda-se" bem maior do que o ego de algumas pessoas e assim esmaguei de vez a necessidade de agradar quem não merece nem ser lembrado. 

- Silvana Hennicka

Decidi Parar

Em uma bela manhã de primavera eu decidi parar: Parei de ser trouxa, de me importar tanto e de aguardar o futuro chegar para ser feliz. Eu decidi aceitar a minha idade e parei de competir com as amigas dos meus filhos. Eu aceitei que o que vivi já foi e parei de viver do que passou. Eu aprendi a recusar convites e parei de ter a obrigação de agradar as pessoas. Eu parei de procurar, parei de chorar, parei de fazer dietas, parei de achar que eu precisava ter amigos e comecei a entender que só tem amigos quem não precisa deles. Estou aceitando que não sou perfeita e parei de tentar esconder as marcas que o tempo está trazendo com ele. Estou cuidando mais de mim e parei de comer besteiras. Estou saindo menos e parei de achar que ficar em casa um fim de semana inteiro sem fazer nada é deprimente, afinal, eu amo a minha companhia. Eu parei de achar que os homens não prestam, que os filhos não crescem e que as paixões não acabam. Sei que um dia partirei e parei de fingir a morte não vai chegar. Já não me importo com o que pensam a meu respeito e parei de tentar entender o porque de algumas pessoas serem tão más. Parei de insistir em algo que já começou errado. Parei de permitir que o sistema me manipule. Parei de pensar em crise, guerras, desgraças e tristezas, pois eu quero ser feliz e para isso eu precisei parar. Como diz a Ana Carolina, eu parei de fingir que não me importo e parei de me importar mesmo! 

- Silvana Hennicka!