sábado, 1 de junho de 2013

Chega de Erros!!

Minha vida se resumia a um vazio. Eu nunca consegui preencher a falta que alguém me fazia e ficava tentando tapar esse buraco com outras pessoas. O vazio que eu sentia não poderia ser preenchido por homens, amigos, carros, casas... Eu não entendia por que durante toda a minha vida eu me sentia só, em desespero, em uma busca constante por algo que eu não sabia o que era. Hoje, após tomar a decisão de voltar novamente ao lugar de onde eu havia partido, o lugar de onde eu havia fugido, percebo que o tempo passou, mas que as coisas que aqui ficaram, continuam iguais e que as pessoas que deixei continuam me amando. Aprendi muito. Eu era triste mesmo tendo tudo. Eu era vazia mesmo tendo alguém. Eu sorria mesmo querendo chorar. Eu havia matado a mulher que habitava meu corpo e expulsado Deus de perto de mim. Deus, um nome tão curto e com tanto poder, falava comigo e eu me recusava acreditar. Eu falava para alguém o que eu via, mas tinha vergonha de admitir que era Deus que me mostrava, onde eu estava errando e quem eram os meus inimigos. Só quando Ele me pegou pela mão e me fez parar, foi que eu pude sentir o seu amor por mim. Eu não entendia os seus sinais, eu não queria acreditar que aquilo era o melhor, então, eu ficava sofrendo e achando que o mundo estava contra mim, que eu não tinha a capacidade de fazer alguém feliz e que a culpa era sempre minha. Vivi amores medíocres, me entreguei a homens sem o mínimo de amor próprio, fui desejada, fui amada de verdade, me possuíram e me maltrataram. Cheguei a pensar que eu poderia suportar tudo por amor, mas hoje eu sei que amar não é um sentimento e sim uma decisão e eu decidi amar as pessoas erradas, dar valor a quem não valorizava nem a si mesmo... Acreditei demais e me entreguei, deixando de lado as pessoas que decidiram me amar sem pedir nada em troca. Eu ainda sinto tristeza por tudo o que ficou pra trás e quando durmo, sonho com as coisas que idealizei, mas, que no fundo não valiam uma única lágrima. É estranho me olhar no espelho e ver uma nova mulher, transformada em tão pouco tempo. Eu quero muito mais pra mim do que a vida me deu até hoje, porque chegou a hora de eu ser feliz de verdade e não porque minha mente diz que eu sou. Eu quero continuar sentindo o sabor desse amor incondicional que preencheu meu peito tão rápido como uma avalanche que varreu a minha vida. Sinto por quem ficou pra trás, por todos que nunca mais ouvirão falar de mim, ou terão o prazer de desfrutar da minha alegria, mas eu sei que Deus tem um propósito para cada um e que na hora certa tudo acontecerá e quem merecer a vitória, a receberá. Agora na minha vida só haverá lágrimas de alegria e não de tristeza ou angústia. Olhando para meus filhos, sentindo o carinho que eles tem por mim e o quanto é importante ter Deus no coração, vejo a força de uma"leoa" gritando dentro de mim e não me sinto mais fraca, uma mulher frágil e que precisava das migalhas que alguém jogava. Pra que se contentar com migalhas se eu sempre tive um banquete completo a minha espera? 

- Silvana Hennicka

- Silvana Hennicka