sábado, 27 de outubro de 2012

Quero, desejo, mas não me permito... Busco saudade dentro da memória e espero o tempo passar, não passa... Relembro o gosto do beijo e volto novamente ao lugar combinado, sozinha, vazia, sem luz... Um pássaro me diz algo, não escuto, não acredito, não, não... Grito, lamento, me refaço e me encontro... Agora me resta sorrir e recomeçar, me recompensar e assim me dar valor... Me amo, me quero... necessito amar, necessito continuar, parar, pensar, para então, descobrir o meu lugar... descobri, é aqui, nesse ninho aconchegante chamado Vale dos Sentimentos, um lugar onde eu me permito apenas sentir, apenas sentir e descobrir que estou viva! 

- Silvana Hennicka