quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Garotas de Vidro

Quero indicar esse livro para todas as mulheres que não comem porque se acham gordas, que idealizam pessoas photoshopadas expostas em capas de revista, como um modelo a ser seguido, um padrão que a sociedade exige. Quando vamos entender que a beleza vai muito além de um corpo magro e sem celulites? Talvez esse seja o grande mal do século, idealizar algo que teoricamente não tem importância, até mesmo porque sabemos que os tomates mais vermelhos e brilhantes, são os que receberam uma maior quantidade de agrotóxicos, então, o corpo só tem importância se a alma for saudável. Não adianta relutar, não adianta fazer de conta que não vai acontecer... todos nós vamos envelhecer e morrer um dia, mas continuamos insistindo em perder o pouco tempo de vida que nos resta com coisas fúteis como um corpo perfeito, que no fundo, não existe, já que a perfeição é algo relativo e complexo demais para ser alcançado. Esse livro mostra claramente que quando colocamos o nosso corpo a frente do resto, simplesmente deixamos de viver, deixamos de existir mesmo que nosso coração continue batendo. Se ame como você é e se precisar perder alguns quilos, faça isso de uma maneira saudável e com força de vontade, mas não porque a sociedade exige isso, faça isso por você! 

- Silvana Hennicka