domingo, 28 de outubro de 2012

"E as lágrimas que choro, brancas e calmas, ninguém as vê brotar dentro da minha alma! Ninguém as vê cair dentro do meu ser!" E o coração que carrego no peito, ninguém o vê acelerar, ninguém o vê quase parar! E o amor que me faz sonhar, ninguém consegue encontrar, ninguém consegue tocar!" 

- Silvana Hennicka

sábado, 27 de outubro de 2012

Quero, desejo, mas não me permito... Busco saudade dentro da memória e espero o tempo passar, não passa... Relembro o gosto do beijo e volto novamente ao lugar combinado, sozinha, vazia, sem luz... Um pássaro me diz algo, não escuto, não acredito, não, não... Grito, lamento, me refaço e me encontro... Agora me resta sorrir e recomeçar, me recompensar e assim me dar valor... Me amo, me quero... necessito amar, necessito continuar, parar, pensar, para então, descobrir o meu lugar... descobri, é aqui, nesse ninho aconchegante chamado Vale dos Sentimentos, um lugar onde eu me permito apenas sentir, apenas sentir e descobrir que estou viva! 

- Silvana Hennicka

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Sentir-se Amado

O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama.

Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?

Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho".

Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato."

Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.

Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo.
(Martha Medeiros)

O que é um psicopata? | Mente e Cérebro | Duetto Editorial



O que é um psicopata? | Mente e Cérebro | Duetto Editorial
Que o meu sorriso me leve para onde a brisa das manhãs possa tocar o rosto do meu príncipe e que eu consiga ser a princesa dos seus sonhos. Gostaria de transformar o meu sorriso em um vulcão e com seu calor aquecer o mais frio dos corações, para só então viver plenamente o amor capaz de me fazer suspirar de alegria. Sou a face dos sonhos não realizados e isso me faz viajar todas as noites, pois a certeza de acordar sorrindo quando a Lua pede licença para se retirar é tudo o que eu preciso para libertar a minha alma e dar bom dia para o Sol. (Silvana Hennicka)

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Garotas de Vidro

Quero indicar esse livro para todas as mulheres que não comem porque se acham gordas, que idealizam pessoas photoshopadas expostas em capas de revista, como um modelo a ser seguido, um padrão que a sociedade exige. Quando vamos entender que a beleza vai muito além de um corpo magro e sem celulites? Talvez esse seja o grande mal do século, idealizar algo que teoricamente não tem importância, até mesmo porque sabemos que os tomates mais vermelhos e brilhantes, são os que receberam uma maior quantidade de agrotóxicos, então, o corpo só tem importância se a alma for saudável. Não adianta relutar, não adianta fazer de conta que não vai acontecer... todos nós vamos envelhecer e morrer um dia, mas continuamos insistindo em perder o pouco tempo de vida que nos resta com coisas fúteis como um corpo perfeito, que no fundo, não existe, já que a perfeição é algo relativo e complexo demais para ser alcançado. Esse livro mostra claramente que quando colocamos o nosso corpo a frente do resto, simplesmente deixamos de viver, deixamos de existir mesmo que nosso coração continue batendo. Se ame como você é e se precisar perder alguns quilos, faça isso de uma maneira saudável e com força de vontade, mas não porque a sociedade exige isso, faça isso por você! 

- Silvana Hennicka
Sou uma flor, necessito ser regada todos os dias e se me plantar em um lugar onde o Sol se fazer ausente, minhas pétalas não terão cor, serão opacas, sem graça. Não exijo que fique o tempo todo ao meu lado para me ver crescer e virar uma linda planta que vai dar vida ao jardim, preciso apenas que me adube de vez enquanto e que nunca esqueça de me dar água, caso contrário eu morrerei e me transformarei em um monte de galhos secos e raízes sem vida. (Silvana Hennicka)

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Estou tentando encontrar asas para poder buscar todas as pessoas que sempre estiveram ao meu lado. Eu queria voar pelo universo e gritar com toda força, o quanto eu sou grata aos meus amigos e a minha família por nunca duvidarem da minha capacidade de superar os problemas. Se hoje eu estou vivendo tudo isso, se a felicidade se faz presente em minha vida 24 horas por dia, a culpa é de vocês. Se eu soubesse a fórmula para dividir a felicidade, eu daria um pouquinho pra cada um de vocês, que nem preciso citar aqui, pois quem faz parte da minha vida, sabe disso,  não havendo assim, necessidade de escrever nomes. Daqui a três horas eu estarei voando pra longe. Quero matar a saudade dos que ficaram quando parti e sentir falta dos que estou deixando pra trás. A minha vida é assim, estou sempre dividida entre a saudade de uns e a alegria de estar próxima de outros. Estou deixando a minha casa, o meu cachorro e o meu amor, mas semana que vem eu volto e tudo estará como estava na hora que parti. Quero agradecer aqui a uma pessoa em especial, que sempre que eu preciso, se desdobra pra me ajudar. Obrigada Sthephani por ter largado o teu serviço pra me socorrer na hora que eu precisei. Apesar de eu ter antecipado o voo e decidido voltar antes do dia previsto, eu sempre vou te agradecer por ter sido prestativa e obrigada também por me ouvir nos meus surtos e me dar conselhos. Você é uma daquelas amigas que eu sempre vou lembrar e sentir saudade, não importa onde eu esteja. (Silvana Hennicka)

A Hipocrisia Que Envolve o Amor



Ontem eu ouvi uma moça falando que quem ama tem que provar isso, só porque o namorado dela havia pegado um avião e se deslocado até a Alemanha para acompanha-la na viagem de volta para o Brasil. Fiquei me pergunto se é esse o significado do “amor”, algumas horas em um avião. Depois ouvi a mesma moça contando pra amiga, que não aguentava mais as mentiras dele e a falta de consideração em relação a ela, então a amiga ficou irritada e falou em voz alta e foi por isso que consegui ouvir: “Eu não sei como você aguenta isso. Ele te sacaneia o mês inteiro, daí liga chorando, manda uma passagem e você sai correndo, como um cachorrinho adestrado, esquecendo o quanto ele te faz chorar, as vezes que ele já te traiu... Você pegou outra mulher na cama dele e continua achando que o que ele sente por você é amor?” A conversa entre as duas prosseguiu e entre lágrimas de uma e “verdades” ditas pela outra, eu fiquei me perguntando: por que as mulheres tem essa mania de achar que precisam de provas de amor? Muitas exigem anéis de compromisso, fotos do casal em redes sociais, flores, presentes... e para elas, isso é o suficiente para provar o amor que ele sente por ela. Pra mim, amar é muito mais do que mandar um buquê de rosas vermelhas ou um presente caro, coisas desse tipo. Essas atitudes encantam, dão vida nova ao relacionamento, porém, elas servem apenas, para alimentar uma chama pré-existente e não para provar alguma coisa. No dia que as mulheres entenderem o amor como algo que não necessita de provas para ser verdadeiro, que não está à venda e que não é necessário mostrar para o resto do mundo e sim vivido entre o casal, talvez possamos vislumbrar relacionamentos mais sólidos e verdadeiros. Tem mulher que aceita ser humilhada, maltratada, perdoa traições... mas basta o homem fazer uma viagem pra “Alemanha”, espera-la com pétalas de rosas espalhadas pelo quarto, ou abrir uma garrafa de vinho qualquer dizendo que comprou especialmente pra ocasião, para ela ter a prova que tanto esperava: “ele” a ama. Mas no fundo esses momentos só tem valor se forem transformados em fotografias e causarem inveja a alguém, pois do contrário, não existiriam festas de casamento e as alianças seriam simbólicas. Desculpem-me aqui os românticos, eu não sou contra o romantismo, até acredito que “ele” seja o adubo do amor, eu só estou tentando entender por que isso tem que estar à frente do companheirismo, da lealdade, da cumplicidade e da soma diária dos defeitos de um com os problemas do outro, até os dois encontrem o equilíbrio? Por que provar amor é mais importante do que olhar nos olhos e não precisar dizer nada, apenas sentir o coração do outro batendo dentro do “seu” peito, a tal troca de sensações? A resposta é simples, sentimentos não são vistos e poucas pessoas têm sensibilidade o suficiente para de sentir aquilo que não sabem dar. “Você” não vai precisar de provas quando desenvolver a capacidade de confiar e de merecer o amor do outro, não tornando-se proprietária nem propriedade de ninguém, amando-se acima de tudo e não permitindo que outra pessoa fale o contrário do que você pensa sobre si mesma. Se você expõe a sua felicidade, corre o risco de alguém roubá-la, pois “esse” é um dos bens mais preciosos e que muitos não tiveram ainda a oportunidade de sentir. Quem aceita viver de migalhas, não merece ser feliz!
Silvana Hennicka!

domingo, 7 de outubro de 2012

Preciso deixar pra lá!

Para sempre nunca mais. Para sempre é muito tempo e nunca mais eu quero que seja para sempre. Quero só o pouquinho que me permite sorrir algumas vezes e nunca mais sonhar com coisas que nunca vão acontecer. Já deixei de pensar naquilo que dura para sempre ou nas coisas que o universo guarda sobre o brilho de alguma estrela para entregar a pessoa que mereça. Hoje preciso refletir, colocar os pensamentos em ordem e mandar tudo que não pertence ao meu corpo pra longe, pra lá... Deixar pra lá, pois de nada me adianta esse sofrimento insignificante que vai me matando aos poucos e me deixando assim, com os olhos cansados e úmidos. Não quero todos os sonhos pra mim, só quero os que me pertencem e que dependem de mim para virar realidade. Quero mais, muito mais. Preciso ir além ou então, não serei eu, ou então, não chegarei a lugar algum. Preciso enfrentar essa dura batalha que eu sei, se aproxima e me deixa ansiosa e apreensiva. Vou sofrer, vou chorar e achar novamente que o mundo se voltou contra mim, mas isso é mentira, sou eu quem decide, sou eu quem precisa ter, ou deixar pra lá... 

- Silvana Hennicka