sábado, 4 de fevereiro de 2012

Queria voar como você para um lugar mágico, onde a existência da humanidade já não se faz importante e o mundo pode continuar girando, pois o meu coração pararia de bater no momento em que nossos lábios se tocassem.


Silvana Hennicka!