segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Hoje não tenho tudo o que desejo, mas tenho tudo o que preciso pra ser feliz e homem pra mim hoje é sinônimo de cautela e precaução. Não consigo mais olhar nos olhos de um homem e acreditar que o que ele fala é verdade, depois de ouvir tanta mentira. Que me perdoem aqui os homens sinceros e verdadeiros, se é que existem. E não adianta colocar aqui aquele clichê dizendo que se eu nunca encontrei alguém bom o suficiente pra mim deve ser porque nunca fiz diferença na vida de alguém ou algo desse tipo. Podem falar o que quiserem, eu fiz a diferença na vida de muitos homens e sei que faço até hoje, mas não consigo tapar o sol com a peneira e fingir que eles, não mentem, fazem pouco caso, não dão valor... É, como fala a minha mãe, talvez eu seja exigente demais, mas pra ser sincera, prefiro ficar só, a ter que fingir não ver as coisas que me magoam, já fiz isso por muito tempo em troca de um amor, mas confesso, não vale à pena. Eu até entendo determinadas atitudes, mas engolir sapos ou chorar por causa de homem, isso eu não faço mais e também não fecho mais a porta da gaiola, se quiser partir, que faça bom proveito da liberdade, mas se não encontrar outra morada tão boa quanto essa, terá que voltar pelo próprio esforço, voando com as mesmas asas que o levaram para longe, porém, se a gaiola já estiver sendo habitada por outro inquilino, não adianta implorar, vai ter que dormir na chuva, mas é bom, pois assim eu não verei as lágrimas de arrependimento de alguém que não dá valor para aquilo que possui.


Silvana Hennicka!!
Estou aqui novamente para falar que mudei de ideia mais uma vez. Eu me despedi desse blog tem algum tempo, mas a pedido de um jornal, eu decidi publicar meus textos e assim, o blog "Pedaços de Minha Memória", teve um aumento no número de acessos e eu percebi que não escrevo apenas por causa de um amor, eu escrevo porque amo escrever e ontem, em um momento de tristeza, eu senti a necessidade de correr pra cá e arrancar de dentro de mim a angústia. Não tendo para onde correr, eu chorei e chorei muito, lavando assim minha alma. 
Talvez eu pensasse que fugindo daqui, provaria pra mim mesma que já superei o passado, mas a maior prova de que isso aconteceu, é eu voltar pra cá todos os dias e me sentir bem e é isso que vou fazer daqui por diante. É bem provável que o perfil dos textos mude um pouco, mas sempre que a melancolia se apossar do meu corpo, eu postarei algo que venha de dentro do meu coração, arrancando assim, lágrimas de muitos olhos. Por hora quero dizer que me sinto muito bem por tomar essa decisão, pois eu necessito desse espaço como necessito do ar que respiro.


Silvana Hennicka!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Quero observar a vida que existe além do que os meus olhos conseguem ver e meus ouvidos podem ouvir. Quero ver o Sol e sentir o vento. Quero amar e ser amada. Quero realizar sonhos e buscar o meu passado, para só então, poder mergulhar de cabeça e ter a certeza de que aprendi a nadar. Ser feliz é mais do que uma meta na minha vida, ser feliz é um desafio que eu já estou conseguindo superar. Nada nem ninguém me fará chorar, a não ser que seja de alegria. 


Silvana Hennicka!!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Viajando, eu fotografo. Após ver o resultado de algumas fotos, penso que valeu o investimento!
Hoje quero fazer uma singela homenagem ao Sol!





quinta-feira, 12 de janeiro de 2012



As borboletas podem ter ido embora, mas me restou o jardim e para mim isso é o que importa!! Borboletas, por mais belas que sejam, vivem pouco, já as flores, quando bem cuidadas, podem durar muito!!

Silvana Hennicka
Ontem escrevi que "palhaços tristes já não me fazem ir ao circo", mas faltou dizer que que mesmo os palhaços que sorriem para agradar o público, tem por trás da maquiagem uma alma passível de sentir dor e chorar. Precisamos enxergar além daquilo que nossos olhos insistem em nos mostrar. Nem sempre as coisas são o que parece e nem sempre as pessoas são aquilo que esperamos que sejam. Acreditar em tudo o que vemos e ouvimos é colocar em risco a nossa felicidade, pois as decepções que temos com quem nos jura fidelidade e amor, faz com que nossos corações fiquem frágeis e com isso abram espaço para que a tristeza entre sem ser convidada. Precisamos desenvolver a capacidade de sentir, pois só assim, poderemos ver um espetáculo de mímica mesmo com os olhos fechados.


Silvana Hennicka!!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Encontrando o Caminho

Como acordar e não pensar? Como não fazer planos e esperar da vida muito mais do que ela está nos dando, se no fundo a vida já nos dá o suficiente? Penso que continuar sofrendo por coisas que ainda não possuo, é viver envolvida nos mais variados sonhos e nas mais loucas ilusões e isso torna minha existência um poço de frustração. As dores no corpo vem como um navalha que espeta a minha alma dia após dia e não me deixa ser livre e plenamente feliz. Preciso encontrar o caminho certo, o caminho das rosas sem espinhos cortantes e que tenham cheiro de amor e de vida nova. Agora, depois que abri bem os meus olhos, percebi que essa fase já passou, é apenas um resquício do passado que eu não quero esquecer, mas sim, superar. Não tenho a necessidade de deixar para trás as coisas maravilhosas que vivi, quero levá-las comigo, mas de uma maneira que não me façam mal. Quero ter tudo vivo na minha mente até o dia que eu deixar meu corpo para me lançar nos braços da imortalidade. Quero lembrar do toque, do gosto, do cheiro, das sensações mais variadas e que me fizeram acreditar no amor... Eu chorei, mas também sorri. Eu voltei, mas também parti. Eu acreditei, mas também menti. Eu morri, mas também vivi e continuo vivendo... 


Silvana Hennicka!!

domingo, 8 de janeiro de 2012

Era madrugada, deitei na grama e observei a Lua que, com sua simplicidade iluminava meu corpo e me fazia sonhar. De olhos fechados eu toquei um rosto e senti o calor de outra alma. Abri meus olhos quando o Sol decidiu se fazer presente e pediu licença para a Lua. Acordei do sonho assim que os raios do Sol tocaram a  minha pele e quis assim, flutuar entre as nuvens. Desejei voar e ir de encontro ao meu destino, desejei ir de encontro a tudo que o que faz meu coração pulsar mais forte. 


Silvana Hennicka!!

Vivendo Intensamente

Sou feliz com o que possuo e não com aquilo que eu desejo conquistar! A felicidade está em mim e não nas coisas que me cercam ou nas pessoas com quem convivo! Ser feliz é querer acordar todos os dias para respirar a vida e não para calcular o que é certo ou errado. Ser feliz é não perder nem um minuto do dia pensando que tudo poderia ser diferente, ser feliz é fazer a diferença. Ser feliz é buscar no amor um motivo para fazer loucuras, criar asas, correr riscos e investir nas coisas que realmente valham à pena. A vida é boa demais para ser insignificante e perdida por causa da nossa racionalidade. Ter os pés no chão é fundamental, mas cortar as asas é ser estúpido o suficiente para morrer e continuar respirando.

Silvana Hennicka!!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Não deixe que sua felicidade se vá, em forma de sonhos destruídos ou amores não correspondidos!!


Silvana Hennicka!!