sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Fechando 2011 com chave de ouro!!

Vou enterrar 2011 com uma visão geral do ano que foi para mim o mais instável...
Nesse ano eu fiz as mais variadas coisas e senti as mais variadas sensações... Chorei, sorri, amei, transei, fiz amor e um pouco de sexo. Conheci pessoas boas e pessoas ruins. Fiz amizades verdadeiras e suportei as falsas. Tentei retomar amizades que pensei valer a pena e quebrei a cara. Descobri que sei ganhar dinheiro, e muito, apenas com aminha capacidade profissional. Conheci um lugar que todos diziam nãoexistir, o Acre. Aprendi a não julgar as pessoas que não conheço,apenas pelo que falam delas. Sofri por amor como uma condenada e tentei alimentar uma paixão. Me decepcionei com alguém. Aprendi a não confiar mais em quem me jurar amor eterno. Caí em uma balada e ri da situação. Dancei, bebi, vomitei, me perdi, me encontrei, me encontraram, não me converti, pedi perdão e não fui perdoada e sem pedir perdão, me perdoaram. Dei presentes e me dei de presente pra alguém. Conheci um marinheiro em um dos vários portos que ancorei. Não traí por que não tive namorado, mas vejo pelo lado bom, também não fui traída. Chorei de saudade, de raiva, de emoção, de frustração, de cansaço, de arrependimento e por conta da minha burrice. Aprendi a tomar água e a viver sem citrus (no Acre não tem citrus). Quis morrer e quis viver, com a mesma intensidade. Perdi 7 kg e a cabeça. Recuperei 7 kg e voltei a ser racional. Terminei um livro e esperei uma ligação. Conheci um homem no aeroporto e... bem isso fica pra 2012. Beijei, viajei, sonhei, dirigi, fotografei, faxinei, cozinhei, xinguei e brinquei. Larguei mão de tentar manter perto de mim quem já não quer a minha companhia. Parei de esperar as coisas caírem do céu. Tentei ajudar pessoas. Fui julgada e condenada. Aprendi a ver o lado bom das pessoas e descobri que as aparências enganam. Gastei muito dinheiro e não me arrependo. Comprei roupas, bolsas, sapatos, brincos, computador, maquiagem, celular, relógios, óculos, livros e muitos outros supérfluos, além das passagens aéreas. Fiz tatuagens e cobri outra, furei a orelha, virei webdesigner e fiz curso de DJ. Assisti o Christian Luke tocar com a alma e não fui pro SWU. Descobri que não se deve confundir amizade com prazer. Ganhei uma agenda personalizada. Aprendi a controlar os meus sentimentos e a não sofrer mais por amor. Aprendi a estar perto dos meus filhos mesmo estando distante. Bati o carro, ouvi rock, eletrônica, pagode e até dancei sertanejo e me arrisquei no funk. Conheci a Bolívia, mas não os traficante e não masquei folha de coca. Senti medo, vivi com um fantasma nos meus ombros. escrevi textos e mais textos. Fui elogiada, seduzi, joguei charme e fugi de alguns homens, dei conselhos e não quis ouvir os dos outros. enfim, vivi intensamente e não apenas sobrevivi, como a maioria das pessoas fazem com suas vidinhas medíocres e sem conteúdo. Que venha 1012 para eu poder fazer tudo o que não deu tempo de fazer em 2011. Como me entregar a esse novo amor que surgiu sem eu esperar, mas que está me dando uma injeção de vida nova... 

Silvana Hennicka!!!