terça-feira, 29 de novembro de 2011

Vivendo Com o Que Restou... Aquilo Que Eu Já Possuía!!

Eu precisava ficar só e fui navegar. Em meio a imensidão do mar azul eu descobri que preciso sofrer para ter inspiração. Não entendo, se Deus me deu esse dom, por que eu não consigo escrever a minha felicidade? Talvez seja porque eu não precise por pra fora o quanto estou feliz. Sempre falo que tudo o que é dividido fica mais fácil de carregar, mas isso só serve para as coisas que nos atormentam ou nos afligem, como a tal da tristeza, por exemplo. Um basta as coisas tristes. Não preciso de inspiração ou melancolia, preciso continuar expondo o que tenho no peito e hoje eu quero escrever que minha felicidade é plena. Não posso afirmar que será eterna, mas nesse momento eu não consigo sentir tristeza ou saudade pelas coisas que nunca existiram, pois não dá pra sentir saudade de uma viagem que nunca aconteceu, de uma casinha que nunca foi construída, de um vinho que nunca foi aberto, de uma fantasia que nunca foi realizada, de pessoas a quem nunca fui apresentada, de uma sessão de fotos que nunca foi tirada, de um sonho que nunca foi realizado e de um amor que nunca foi verdadeiro. Aqui, sozinha no meio do mar eu me dei conta do tempo que perdi tentando encontrar as respostas para as perguntas que só eu tinha na mente. Foi engano achar que mais alguém tinha interesse nisso tudo, nas coisas que me machucavam. Agora preciso voltar para meu porto seguro, onde meu marinheiro de farda branca me aguarda, quem sabe ele não seja a inspiração que estava faltando para que eu mude o rumo deste blog e o transforme em algo bom de se ler?


Silvana Hennicka!!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A felicidade se conquista quando o nosso desejo está a frente daquilo que nos faz chorar.


Silvana Hennicka!!

domingo, 27 de novembro de 2011

Uma Nova Chance Para Ser Feliz

Minha inspiração foi levada pelo vento. Aquela mesma brisa suave que balança o meu cabelo, levou tudo, minha mente está vazia, sem palavras doces e sem conteúdo. O desespero de não ser mais o dom da escrita, me assusta e me paralisa, confunde meus pensamentos... Não desisto, sei que está dentro de mim tudo o que eu preciso para voltar a dedicar algumas horas a este blog, que a princípio foi presente para um anjo, mas como tudo na vida é um estado de incerteza, eu nunca deveria ter tido certeza de nada. Eu deveria ter me doado menos e amado com desconfiança, pois a moeda tem duas faces e as pessoas tem duas caras, sendo assim, é difícil saber o que tem do outro lado ou por trás da máscara que todo ser humano carrega na face. Fazer o que, na vida estamos sempre aprendendo e com isso, crescendo e evoluindo como indivíduos. Não existe um manual que ensine como identificar palavras verdadeira de palavras trazidas pela hipocrisia e ficamos desta maneira, vulneráveis e a mercê do sofrimento, pois toda mentira é descoberta um dia e mais cedo ou mais tarde a pessoa que você mais confiou vai perder a máscara e com isso vem a decepção, por ter convivido com uma farsa, com uma ilusão... Existe uma poção mágica que me dá um pouco de esperança e me faz prosseguir, é a certeza de que eu sofro com a falsidade dos outros mas sou feliz por saber que não vou carregar a culpa pelas mentiras das pessoas que amei e vou continuar assim, me doando por completo. Não fugirei jamais do amor ou da paixão, porém terei mais cautela quando eu ver em minha frente um príncipe, já que minha vida não é uma cena de filme, tampouco um conto de fadas. Tomarei cuidado quando parecer perfeito demais e nas primeiras palavras ásperas eu mudarei o rumo e não olharei pra trás ou terei paciência. Já fui paciente demais e não quero ninguém que me faça chorar ou sofrer, por isso, marinheiro de corpo moreno e olhos verdes, se me quiser, terá que navegar, não só no mar, mas também no meu corpo, transformar a minha vida em sorrisos e satisfazer os meus desejos, pois assim, eu te mostrarei qual é o caminho da felicidade, aquela mesma felicidade que pessoas orgulhosas e egoístas pensam que podem comprar, mas a única coisa que elas podem comprar é a falsa ideia de que são felizes. Eu poderia ter todos os homens que eu desejasse, mas isso só me traria frustração, pois viver com vários, sem amar nenhum, não é o que eu busco pra minha vida. Eu quero um amor que termine na cama após uma discussão, que me faça perder a razão e não um relacionamento vazio, onde cada palavra dita tem que ser pensada, para não correr o risco do castelo desmoronar. Eu decidi, quero mudar o rumo e me arriscar novamente. Dessa vez lacrei a caixa de memórias e comecei uma nova história, apesar de que o livro que estou escrevendo me faz viajar pro passado a cada palavra digitada, mas já consigo lidar com isso sem sofrer, pois não me permito mais ficar triste pelos erros dos outros. Cada pessoa faz o que pensa ser certo pra sua vida e se as escolhas são erradas, não há nada que eu possa fazer, a não ser, lastimar. Eu tive escolhas e quis continuar não vendo o que estava na minha frente, por mais que o livro estivesse aberto sobre a mesa, eu me recusava a ler, mas quando a hora certa chegou, não teve mais como me enganar e confesso que agora me sinto aliviada, pois perdi aquela sensação de fracasso que me acompanhava. Eu ficava tentando ver onde eu havia errado, onde eu havia me perdido, mas descobri que quem errou não foi eu, foi o destino, que colocou a pessoa errada no meu caminho, apenas pra medir quanto sofrimento eu conseguiria aguentar, mas eu provei pra "ele" que sou mais forte do que uma rocha e que meu coração é "bom" e por isso, Deus sempre me dará uma nova chance para ser feliz. Eu sinto pelas pessoas que movidas pela razão, esquecem que tem coração.

Silvana Hennicka!!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Ancorei...

O coração está calmo, batendo no compasso de uma vida totalmente nova. Eu sobrevivi e agora vou recuperar tudo o que me foi tirado por você, começando pelos sonhos. Vou abraçar a causa da vida nova e distribuir oportunidades para a felicidade. Sem você por perto, meu porto voltou a ser seguro e é assim que se manterá enquanto eu transformo sentimentos em palavras nas tortas linhas do diário da vida". Nunca tive tanta fome e vontade de viver. É como se eu estivesse em uma viagem contra o tempo ou é a simples necessidade de tirar de dentro de mim tudo o que me faz sangrar. Vai ser bom voltar para dentro de mim e deixar de fora o tempo escuro e sombrio, pois só assim eu conseguirei espantar os fantasmas que ainda me rondam, com suas caras hipócritas e carregadas de mentiras. Quero deixar minha casa cheirando a jasmim para não lembrar dos antigos perfumes que trazem com eles lembranças tristes. Agora o tempo é de ser feliz, de substituir as músicas, as camisolas, criar pratos diferentes, comprar lençóis novos e superar o fim de ano que eu pensei ter sido o melhor desde que nasci e foi, até eu descobrir que ele nunca existiu, foi uma ilusão, como tudo o que eu idealizei durante todo o tempo que estive ao seu lado. O bom de sonhar, é que você tem a certeza de que, mais cedo ou mais tarde você vai acordar.


Silvana Hennicka!!

domingo, 20 de novembro de 2011

Para Fagner, Miguel e Brad!!

Hoje posso afirmar que há muito tempo não me sentia tão bem. Comecei o segundo romance e estou muito empolgada com a viagem a Lisboa. Parece que vomitei tudo o que me embrulhava a vida e empatava o meu crescimento. Hoje sou um ser livre, que voa para onde quiser e bem entender. Tenho amigos maravilhosos e uma família linda a quem eu já não dava atenção. Posso dizer que estou voltando a viver e a sentir que gosto tem o amor. Quero agradecer a esses homens lindos que cuidaram de mim enquanto eu estive aqui em Rio Branco e que me fizeram rir muito. Obrigada!! Eu nunca os esquecerei!!


Silvana Hennicka!!

Sem Asas (Repostando)

Por onde andas você anjo meu?
Que um dia fez meus olhos brilharem.
Que deu a pista para que eu descobrisse o amor.
Que fez o mundo ficar insignificante nas vezes que toquei seu corpo.
Suas asas o levaram para longe de mim por motivos incertos.
Mas meu coração me diz que, as mesmas asas te trarão de volta um dia.

Vejo você sentado no alto de uma montanha olhando para o céu ao entardecer.
Pés recuados e mãos no joelho.
Seus olhos estão tristes e molhados de tanto sofrer.
Meu desejo é te tocar, enxugar suas lágrimas...
Mas, diferente de você, já não possuo asas, não posso alcançá-lo.
Olha pra baixo meu anjo e se lança neste abismo a sua frente!
Não tenhas medo, estou aqui para te proteger, caso você não saiba mais a arte de voar.
Meus braços sempre estarão aberto em sua direção.
Meu coração grita, mas você já não consegue ouvi-lo.
Você só consegue ver o horizonte e a incerteza e eu passo despercebida por você.
Queria poder te dar a felicidade em forma de presente.
De alguma maneira, eu tentei.
Não consegui.
Hoje me resta ir em busca de algo que perdi no meio do caminho.
Mas, se pelo menos eu soubesse o que procuro, talvez encontrasse.
Não sei o que estou buscando.
Só sei, que preciso da sua mão para me guiar em meio a escuridão que me assombra.
Pois, se o caminho for difícil, eu sei que conseguirei chegar ao final.
E quando isso acontecer, vou olhar nos teus olhos e ver o sorriso que tanto quero.
Minha felicidade está indiretamente ligada a sua existência.
Então, se não consegue mais se aproximar de mim.
Imploro-te, não se afaste além, pois, para eu continuar viva, dependo de saber que eu ainda significo um ponto de referência, um lugar para onde você pode voltar, um porto onde você possa ancorar a sua alma.
Sempre quis ser a coisa mais importante na sua vida, mas por hora, me basta saber que existo em seu coração ou na caixa de memórias que foi criada para guardar os nossos sonhos.
Silvana Hennicka.

Carina

Doce Carina, doce menina
Com sua beleza me fascina
Me mostra na distância, o adubo do amor
E diz que a espera são rosas com espinhos
Que nos fere, mas nos enche de beleza
Te quero, pequena.... minha morena...
Meu anjo frágil e que seduz
Teu beijo em minha boca ficou
E o cheiro do teu corpo
Faz pouco do meu amor
Me espere, logo chego e te dou colo
Te protejo e te completo
Para sempre, eu e você...


Silvana Hennicka!!! (Para um amigo apaixonado por Carina)



sábado, 19 de novembro de 2011

Procure a Sua Paz

Sabe, olhando assim pra trás, bem por cima do meu ombro, o mesmo ombro em que você chorou várias vezes e que acalmou sua alma nas noites em que a insegurança te rodeava, vejo que quem perdeu foi você. Perdeu o caráter, a vergonha, a estima de si mesmo e o pior de tudo, perdeu o meu amor e por mais que não demostre, perdeu-se de si mesmo. Você nunca vai encontrar alguém que te ame como eu te amei. Que deixe de lado a própria vida por amor, assim como eu fiz com você. Você nunca vai encontrar quem te guie e te espere sorrindo madrugada à fora, mesmo quando o maior desejo é chorar pela sua falta de compreensão. Você nunca vai encontrar alguém que te deseje, dias sem fim, noites sem fim... É, meu anjo, você acabou perdendo, e sabe por que? Por que eu vou continuar sendo a mulher que sempre fui, a que mima, que abraça, que consola, faz massagem no pé depois de um dia estressante... Eu voltarei a olhar de cima pra baixo, com um belo sorriso nos lábios e totalmente segura de mim. Por que eu saí ganhando? Porque não perdi a minha dignidade, nem o amor por mim mesma, vou continuar a calçar meu salto alto e a sentir-me bem, com a certeza de que fiz de tudo para dar certo.  Vou continuar sendo desejada e retribuindo com um sorriso maroto os elogios e você, você nunca mais vai achar quem te queira como eu te quis, que ignorava os seus defeitos e que ria do seu mal humor. Para você os verões serão sempre iguais e as festas lhe trarão lembranças minhas. Os fogos de fim de ano te lembrarão da minha vontade de viver e do tempo em que pensei te conhecer, do tempo que você foi feliz ao meu lado nos momentos mais simples... Ninguém vai ler pra você enquanto você viaja pelo mundo dos sonhos e das fantasias, assim como eu fazia. Para mim sempre vai sobrar aquele gostinho de novidade de quem abraça a vida e o amor pela primeira vez, com inocência, com toda a força que deve ser, sem se preocupar como será o dia de amanhã e sem pensar qual é a próxima mentira a ser contada. Não terei medo de me entregar a outra paixão e se outra pessoa me enganar como você fez, não faz mal, pois enquanto eu estava com o homem que você fingia ser, eu fui feliz. Por isso, da próxima vez que lembrar de mim, chore, chore muito!! Mas não chore por mim, chore por você...


Silvana Hennicka!!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Vera

Onde está você, bela Vera?
Que torna minhas manhãs mais alegres
Onde posso encontrá-la, mulher guerreira
Tua existência me faz sorrir e tua luta me faz prosseguir
Não sou boa com as palavras
Me confundo, me afundo, mas não esqueço da Vera virtual
Queria ser poeta de curso completo
Para um poema a ti dedicar
Mas não tenho conhecimento, nem das letras, nem de ti
Então me permita dizer que sempre aqui eu estarei
Para que você possa, de vez enquanto, ancorar a sua tristeza
Venha para o porto da alegria
Onde o tudo fica leve
Traga com você a angústia e jogue no mar o amor não correspondido
Vamos somar nossas vitórias e abrir mão das derrotas
Somos da guerra, batalhão de frente
Aquele que mete o peito sem medo do inimigo
Então, por que deixar o escudo cair bem na hora de ser feliz?
Não permito, nem a mim, nem a ti
Vamos lá, vamos abrir mão de quem nos faz mal
Vamos gritar ao mundo, querida Vera, que queremos mais
Que merecemos mais... Desculpe
Eu só estou refletindo alto e gritando as palavras
Mais te desejo... te desejo... "tudo o que te falta de bom"


Silvana Hennicka!!



quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A Vida Já Partiu e Você Não Viu

Encontrar a paz nas asas de uma borboleta
Inventar a vida e fazer de conta...
Nos sonhos que me roubaram, eu virei ilusão
Nas partes que ainda doem, encontrei um coração
Voar alto, quebrar a cara, se afogar com as próprias lágrimas
Faz da vida um desafio
Faz da morte a solução
Não ver o fundo e mergulhar é precisar de sorte,
É dar a cara a tapa e precisar de coragem
Tanto faz, dias vão e vem e a vida.... bem, a vida passa
Passa rápido e quando se vê, o trem já foi
Só resta olhar para o nada e sentar novamente no banco da praça
Sentir o cheiro de enxofre que os carros deixam ao passar
E Esperar!! Esperar o que?? A vida esgotar
E ela não faz intervalos e nem dá aviso prévio
Ela passa e passa correndo
As vezes nem dá tempo de pedir desculpas pelos nossos erros....
A vida já foi e não tem como voltar 
As vezes ela nem avisa que você dormiu e ela não parou
Não dá pra esperar... Suba rápido no próximo trem e deixe a borboleta em paz
Sua paz está aí, dentro de você, encontre-a
Procure outro lugar para descansar e a deixe
Você é um peso em suas asas
Se preferir abra o peito e arranque o coração que sangra
Mas não destrua a pobre borboleta, que já é tão frágil
Ela se foi... 
Enquanto você observava o jardim, ela partiu
Cansou de sofrer
Agora a liberdade ganhou asas e a paz lhe fez assim... livre!!


Silvana Hennicka!!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Me Sinto Morta

Eu preferia ter um punhal entrando de leve na minha pele e rasgando minha carne aos poucos a ter que sentir o que estou sentindo. Não sei se algum dia eu conseguirei voltar para dentro do meu corpo. Minha tristeza coroe tudo como ácido e meu ventre dói. Eu acreditei tanto. Eu me doei tanto. Eu pensei que a vida não pudesse ser tirada de mim e mesmo assim, eu continuar escrevendo, mas eu estar aqui, nesse momento é provar que temos a capacidade de morrer e continuar existindo. Estou morta, sem vida e sem vontade de prosseguir, mas não vou desistir, sei que vai passar, sei que um dia as águas, que hoje estão revoltas, voltarão a molhar meus pés na praia com suas ondas calmas e eu olharei o mar como um amigo, ao qual eu conto os meus segredos, mas por hoje, desejo apenas acordar deste pesadelo. Não pode ter sido real... Deve ter sido mais um sonho que o anjo negro se fez presente... Eu não quero acreditar em nada, eu não merecia saber de nada, eu só queria paz e agora estou aqui, novamente perdida em meio ao vazio, com a sensação de que tenho uma dívida a pagar com o mundo. Quero apenas viver o meu luto e esperar... esperar... esperar...


Silvana Hennicka!!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Resgate de Mim Mesma

Gostaria de esclarecer à algumas pessoas desavisadas e que estão sempre me criticando por eu passar os dias "batendo na mesma tecla", que meus últimos textos estão saindo de algum lugar desconhecido da minha alma e que eu não são dedicados a ninguém em especial. Aprendi a procurar inspiração em outros mundos e não preciso mais sofrer para conseguir escrever. Até acredito que exista, em algum momento, resquícios de uma história nas frases que compõe meus textos, mas eu não perco mais tempo tentando expor os meus sentimentos para quem quer quer seja. Sei que muitas pessoas se sentirão bem com essa declaração, pois já cansaram de me dar conselhos. Hoje estou escrevendo muito mais, do que quando usava a minha vida como modelo e meu sofrimento como inspiração. Estou na melhor fase da minha vida e com ela está vindo uma enxurrada de informação e conhecimento. É como se eu tivesse um baú do tesouro escondido debaixo da cama e só agora eu encontrei a chave. Não sigo regras para escrever. Escrevo de uma maneira só minha e não gosto de imitar ninguém, mas sei admirar e repassar as coisas que me chamam a atenção. Obrigada a todos que sempre perdem alguns minutos do seu dia, para fazer uma visita aos "Pedaços de Minha Memória". Este blog não é um diário, mas em algumas ocasiões, eu gosto de dividir com vocês as minhas alegrias e as minhas conquistas. Ano que vem eu vou trabalhar em Lisboa e no tempo que eu ficar em Portugal, dividirei com vocês cada minuto dos meus dias e quando voltar, tenho certeza de que meu segundo livro estará pronto. Obrigada pelo carinho e não, eu ainda não desisti das borboletas, mas confesso que as fadas estão me conquistando, assim como os beija-flores!!
Silvana Hennicka!!

Não Atormente Meus Sonhos

Ei! Por que você insiste em invadir a minha noite e atrapalhar os meus sonhos? Eu nunca lhe dei essa liberdade. Você não é bem vindo, nem nos meus sonhos, nem nos meus pesadelos. Ponha-se no seu lugar e não me perturbe, pois, mesmo que você venha de asas abertas me oferecendo proteção, eu sei que você não é um anjo do bem. Nos meus sonhos, permito a entrada de seres místicos e anjos de penas brancas, que mostrem em apenas um gesto o que desejam de mim. Dê meia volta e saia daqui, pois sua falta de carinho me faz mal. Deixe-me viver da ilusão que um dia pintei e não tente me mostrar um caminho, que nem você, anjo negro, sabe onde vai dar. Não se disfarce de fada para me encantar, eu já sei quem você é, basta sentir sua presença. Toda vez que você se aproxima do meu corpo, eu sinto o amor por perto, mas em segundos ele se transforma em desespero e medo. Feche as asas e deixe cair a máscara, assumindo assim, o seu próprio "eu". Por que você não se entrega a vida e para de viver nas trevas do mundo que você comprou, um mundo, onde o medo aprisiona sua alma e mata o seu corpo. Me desculpe pelos conselhos, eu sei que você já não tem ouvidos para esse tipo de opinião e também já não me interessa saber o que você pensa, quero apenas que você fica lá, do lado de fora do meu quarto e não polua mais a minha paz, nas noites em que meu único desejo é ser envolvida pelos braços do amor e da esperança. Por mais que as rosas sejam belas, é impossível passar em meio a um roseiral e não se ferir com os espinhos, por isso eu prefiro a beleza das flores que não ferem ninguém para dar em troca o seu perfume.


Silvana Hennicka!!

Quero Minha Vida de Volta

Tô indo logo ali, fui buscar minha vida de volta. Sei que não vai ser fácil colar os pedaços que foram se perdendo pelo caminho durante esta trajetória conturbada e que pouco acrescentou, mas eu vou lá! Já volto! Não tenho que esperar o próximo trem, vou a pé mesmo, sem sandálias ou chinelos, quero apenas chegar até meu destino e trazer tudo de volta, mesmo que seja dentro de um coração quebrado, não me importo. Para quem pensou que estava tudo acabado, a decepção será grande, pois em algumas situações, estar na pior e ver alguém pior ainda, transforma pessoas mesquinhas e orgulhosas, em seres superiores. Viu, não precisa me seguir, eu sei o caminho e posso ir sozinha, afinal, já conheço o lugar, é o mesmo endereço onde alguém deixou a dignidade e vontade de ser feliz. Se quiser me acompanhar e ao mesmo tempo deixar lá a mágoa e o orgulho, será bem vindo. Pode ser que você ganhe alguns calos nos pés durante o trajeto, mas isso só servirá como prova do seu esforço e você nunca mais esquecerá que teve coragem de se desfazer de coisas que nunca serviram pra nada.


Silvana Hennicka!!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Mudando o Rumo

Na tentativa de encontrar meus sonhos eu perdi a noite. Fiquei vagando por momentos mágicos e tentativas frustrada. Fui buscar no incerto os motivos para querer o desconhecido e não parar de acreditar na vida. Em certos momentos, quando os meus olhos tentavam visualizar algo que a escuridão não permitia, eu senti que a hora havia chegado. Já é tempo de me entregar novamente ao amor e parar com a ilusão de que as pessoas são todas iguais. É hora de acreditar que a paixão merece tocar novamente a minha pele e fazer meu coração acelerar. Por que não me permitir? Agora o curso da minha história vai ser desviado para um lugar muito além do que estava traçado. Onde antes a água tinha sua vasão, restarão apenas a lama, que aos poucos vai virar um chão batido e seco. Nesse lugar será difícil cultivar flores, mas nada é impossível, pois até no deserto a flor do cactus mostra sua beleza em meio aos espinhos. De nada me interessa saber o antigo curso do rio, o que me interessa agora é direcionar a água para o meu novo mundo. Levarei minha vida e minhas emoções para o lugar onde eu sei, encontrarei meus sonhos. O dia de hoje será um marco na minha vida. Deixarei entalhado em uma árvore qualquer que estou livre e que tomei a decisão de abrir meu coração e dar uma chance, não só a alguém, mas a mim mesma. Quero sentir novamente a segurança da pessoa que me espera todas as vezes que eu precisar voltar. Ainda tenho a sensação de que fraquejarei em algum momento, mas antes de cometer novamente os mesmos erros e dormir como uma derrotada eu cortarei meus pulsos, pois prefiro morrer como uma pessoa covarde a ter que passar a vida sendo tratada como uma coitada que sofre por amor. Fiz tudo o que estava a meu alcance, mas talvez tenha faltado forças para ir além, ou talvez eu tenha visto que não valia mais a pena prosseguir e resolvi desistir. 


Silvana Hennicka!!

domingo, 13 de novembro de 2011

Livro Fechado

Revendo as página de sua vida, ela encontrou algumas poucas linhas que lhe trouxeram lembranças e dúvidas, mas ela não se ateve a isso, preferiu continuar virando as finas folhas daquele livro que um dia escreveu sob a luz de uma vela. As lágrimas sempre molhavam o papel e a noite era a única companhia. Quando o Sol chegava meio tímido e pedia licença para a Lua, a pobre mulher já havia perdido o rumo e sentia o desespero invadir sua alma. Não queria ver a luz do dia, queria apenas ficar ali, na presença das estrelas, que com seu brilho, disfarçavam o quanto o céu era assustador e ao mesmo tempo envolvente. Muito tempo passou desde que aquele amontoado de letras foi transformado em algo sentido na pele e transferido para o papel. Hoje, na companhia da Lua, ela relembra como cada frase foi escrita e o significado de cada uma delas. As sensações vividas em nome do amor, deixaram marcas que o tempo levará consigo por várias existências, como uma tatuagem que marca não só o corpo, mas também a alma. Após repassar  aquela infinidade de páginas, uma a uma, o baú impresso foi fechado e guardado bem longe dos olhos da bela mulher, pois mesmo não tendo coragem de reler as suas lembranças, seu desejo era esquecer também as sensações que aquela ligação com o passado deixava em seu corpo. 


Silvana Hennicka!!!

domingo, 6 de novembro de 2011

Homens perfeitos não existem, o que existe são pessoas dispostas a se moldar aos seus defeitos e aceitá-la do jeito que você é!
Silvana Hennicka!!
O que move o mundo são as atitudes e não os sonhos. Sonhar pode ser o combustível para prosseguir, mas dar o primeiro passo é o que faz a diferença.

Silvana Hennicka!!

sábado, 5 de novembro de 2011

Já Sinto Falta

Por que tem horas que a liberdade é a única coisa que me faz viver se o que eu mais quero é estar presa pelas algemas do amor? Estou em busca de algo novo, um mistério talvez, mas assim que meu desejo dá sinais de realização, eu corro para o sentido contrário e me escondo em meio ao passado. Desejo te ter, mas o medo te leva pra longe do meu corpo e no escuro eu te procuro, te necessito, chego até sonhar com seu toque... Quero teus lábios quentes deslizando na minha pele umedecida pelo calor, ao mesmo tempo que um arrepio me desconcentra... Olhando nos teus olhos, eu consigo ver sonhos vagando pelo meio das minhas lembranças e então, eu percebo que sentir o amor é melhor do que viver de coisas que só existem dentro da minha mente, coisas irreais, como os contos de fadas que fazem a gente chorar, até mesmo quando o final é feliz. Hoje eu quero viver da realidade, sem deixar de lado as minhas fantasias e os meus desejos. Quero que você me resgate de tudo o que me fez chorar, de tudo que me fez sofrer... Por muitas noites eu deixei de dormir pelo medo de sonhar... Eu não queria sentir sensações que eu sei, já não fazem parte de mim, se foram, o tempo se encaminhou de guarda-las, porém quando estou entre o mundo terreno e o mundo dos sonhos eu as encontro, e isso me faz perder o eixo, me faz voltar a um tempo mágico, onde acender velas e abrir vinhos, fazia o tempo parar... Prefiro não dormir a ter que viver isso novamente, quero paz! Prefiro ter pesadelos a ter que viver presa nessa armadilha que a vida sempre põe no meu caminho. Quero viver do que posso tocar, quero estar com alguém que saiba me amar e que não me idealize a todo instante, pois eu sou isso aqui, e é só o que eu tenho pra oferecer, minha essência, meus medos, e principalmente meu sorriso. Preciso de alguém que ria das minhas idiotices e não me chame de hipócrita a todo instante. Quero alguém que seja educado o suficiente para responder minhas mensagens de bom dia ou então, retornar minhas ligações. Não preciso de alguém que diga que me ama e demonstra o contrário o tempo todo. Eu vou conseguir deixar o ninho e voar pra longe, pois a cada dia que sou maltratada, mas decepções eu acumulo e assim, mas cedo ou mais tarde o meu limite vai transbordar...


Silvana Hennicka!!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Um "Ser" Real

Nas memórias de uma fada, a luz.
Nos sonhos de minha mente, um sorriso.
Por que a vida se torna invisível em alguns instantes,
Não espere que eu a deixe de lado.
Sou um sonho que alguém sonhou,
Sou lembranças do que passou.
Me transformei na saudade que alguém sentiu
E no bom tempo que já se foi.
Vivi, amei e sofri, mas não adormeci.
Levei a vida como queria e não pedi conselhos,
Baguncei tudo por dentro e fechei meu coração.
Agora existem regras: nada de lágrimas ou ilusão,
A sabedoria me ensinou que sofrer pela razão errada,
É inventar um fantasma.
Hoje eu sou alegria e sorriso com brilho,
Sou mistério e fantasia,
Sou eu mesma e não mais aquilo que um dia alguém desejou.


Silvana Hennicka!!