sábado, 8 de outubro de 2011

O Amor Ainda Habita Meu Ser

O amor que tenho dentro do peito é algo que me mantém viva e feliz. Me destes novamente a chance de chorar de alegria, de vibrar por dentro e de acreditar que o tempo não destrói o amor. No mundo que criei está tudo o que me faz bem, e você faz parte dele. Adquiri a capacidade de amar e não sofrer, de sentir falta e ao mesmo tempo sorrir. Estou deixando o tempo resolver por mim as coisas que eu insistia em atropelar, tamanha era a minha ansiedade. Como é bom ser feliz por completo e não só pela metade. A vida sai pelos meus poros e sinto que não existe mais distância entre o que eu desejo e que me completa. 

Silvana Hennicka!!