segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Sozinha

Do que restou de você, eu fiquei com o que me pertencia
Seu amor com juras eternas
Seu sorriso de menino sonhador
Suas lágrimas de desespero
E tudo o que foi o nosso amor
Nos segredos da Lua, eu te busco
No que sonho acordada não te encontro
No caminho escuro, tenho medo
E no estar sozinha, sou tristeza
Sou vazio e mistério
Sou flor sem perfume
Sou céu sem Luar
E o que restou de mim?
Só o medo de amar


Silvana Hennicka!!