terça-feira, 20 de setembro de 2011

Músicas Nos Levam De Volta

Hoje as músicas ainda estão presentes no radio, nas festas, nos shows, casas noturnas... porém, com menos frequência. Novas músicas estão sendo compostas, gravadas e conquistando a preferência do público, sendo assim, eu logo não precisarei mais ouvir minhas lembranças, eu apenas as sentirei, quando assim o desejar fazer. Já as músicas que representaram uma época inesquecível, essas sim, continuarão guardadas em algum lugar do meu subconciente, e eu as ouvirei apenas quando já não me fizerem sofrer. As vezes tenho a sensação de que as pessoas me veem como um ser humano triste e amargurado, uma mulher que desperta um sentimento de piedade, pelas coisas que escrevo. Isso um dia já foi verdade, mas algo mudou dentro de mim, hoje escrevo minhas lembranças e não o meu presente. Eu busco na "minha caixa de memórias" tudo o que vivi e exponho ao mundo o sentimento que "ela" me desperta... hora bom, hora angustiante. Posso ir do céu ao inferno em minutos e isso me faz escrever coisas que mechem com a imaginação de quem visita os "Pedaços de Minha Memória". 
Eu nunca deixarei de falar que a tristeza não é sinônimo de infelicidade. Sou uma mulher que não se permite mais ser infeliz, mas não nego que tenho minhas horas de tristeza. Uma tristeza que faz o peito doer e me mostra o que está errado e o que deve ser mudado, para que eu evolua como pessoa. Essa tristeza me mostra qual o caminho a ser seguido e quantos passos dar de cada vez, mesmo que isso signifique abrir mão de coisas que me parecem insubstituíveis, mas que, através do meu livre arbítrio, eu posso escolher... posso continuar sofrendo ou simplesmente voar para longe, com as asas que eu conquistei  enquanto tirava os espinhos que estavam em meu caminho. Já não tenho a pretensão de conquistar o mundo, mas eu não abro mão de construir o meu próprio mundo e colocar nele, apenas as coisa que me tragam profunda satisfação. Por várias vezes eu já repeti que não podemos viver de sonhos, mas podemos fazer deles, o combustível para a suprema felicidade. Idealizar o que realmente queremos é o que nos mantém vivos, mas não devemos morrer, esperando sempre pelas coisas que ainda não temos. A ambição, em uma poção bem administrada é o segredo do sucesso pessoal. Fazer por você, sem esperar reconhecimento, talvez seja a fórmula de uma vida longa e feliz... Estranho, iniciei este texto falando sobre músicas que trazem lembranças e agora me dei conta de que estou falando de sonhos, futuro... mas, não tem importância, pois de alguma maneira, tudo está interligado, as lembranças do que não voltará, os desafios de viver o hoje e a crença de que, tudo estará melhor amanhã...


Silvana Hennicka!!!