quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Feliz Assim...

Veio de mansinho
Disse que me amava
E me roubou um beijo
Se apossou do meu corpo 
E habitou minha alma
Me mostrou a vida e o prazer
Me amou como nenhum outro
Em seu colo, eu chorei
Em seus braços, me acalmei
Com você dividi o medo
E as angústias
Ao seu lado 
Vi o Sol nascer 
E a Lua sorrir
Pelo som da sua voz
Conheci o amor
Com a força de um ser
Viajei na paixão
Palavras me levaram
Sonhos me transportaram
E com você, eu fui feliz
Da mesma forma... eu chorei
Sofri demais e me perdi
Eu gritei, pedi, implorei...
Mas você não quis ouvir
Foi embora e me deixou
Mentiu e magoou
Obrigada, me fez forte
Com seus atos impensados
Decidi seguir sem ti
Para o mundo desbravar
Para um outro... amar
Me doar por completo
Sentir novamente a vida
Que um dia foi sua
Confesso, não consegui
Pois você, sempre esteve aqui.


- Silvana Hennicka!!

A Maior Prova de Amor é Dar Liberdade

Eu sempre soube que a maior prova de amor era abrir a gaiola e deixar o pássaro livre para ganhar o céu e seguir o destino que desejasse. A escolha de voltar para casa deveria ser dele e não minha. Hoje eu tenho certeza que a melhor maneira de saber se alguém me ama de verdade é deixar que essa pessoa crie assas e se vá, pois se um dia ela voltar, será porque não conseguiu viver sem mim e se não voltar, é porque não valia à pena insistir. Muitas vezes, queremos obrigar alguém a nos amar com a mesma intensidade que nós amamos, que nós nos entregamos, mas esquecemos que cada "ser" tem vontade própria. Qualquer animal, principalmente o homem, se sentir enjaulado ou com uma coleira, será infeliz, e ter ao nosso lado alguém assim, nunca nos fará completos. Não sufoque ninguém, não seja exigente demais e não feche nunca a porta da gaiola. Conquiste respeito, mas não seja proprietário de ninguém. Algumas pessoas, movidas pela paixão, confundem amor com propriedade e acabam se perdendo no meio do caminho e em consequência disso, perdem aquilo que mais desejavam ter. Procure ter controle sobre suas emoções, respire fundo antes de falar ou fazer. Não haja por impulso, pois se arrepender, nem sempre é o suficiente para ser perdoado ou apagar nossos erros. Toda ferida sara um dia, mas as cicatrizes serão eternas. Não se frustre por estar só, pois sua melhor companhia, é você mesmo. Seja autosuficiente e se baste. Deixe de procurar alguém que te complete, vá em busca de alguém que acrescente algo àquilo que você já possui, sua essência. 
O ser humano passa a vida toda buscando a pessoa ideal e acaba idealizando algo que não existe. A vida a dois é um aprendizado diário, é uma arte e nunca chegará a perfeição, é uma questão de adaptação e renúncias. Se você não é capaz de sentir as necessidades de outra pessoas e assim se moldar a ela sem frustração, é preferível ficar só. Sou contra qualquer tipo de mudança na personalidade ou no dia a dia, apenas para agradar quem se ama, mas não vejo porque não fazê-lo, se isso lhe trouxer prazer e satisfação. Muitas mulheres abrem mão da própria vida para cuidar do marido e dos filhos e envelhecem felizes e com orgulho da sua obra, mas por outro lado, existem aquelas que passam a vida infelizes com o que fazem, mas não tem coragem de abrir a própria gaiola e buscar algo que lhe satisfaça. Não dá pra mudar o mundo e as pessoas, mas dá sim para começar uma mudança interior e plantar dentro do nosso próprio coração a semente da vida, pois viver, é muito mais que simplesmente existir.


Silvana Hennicka!!

domingo, 25 de setembro de 2011

O Que Fazer Pro Almoço???

Que tal fazermos para o almoço uma receita simples e marcante??
Vamos lá!!!
Peguem uma panela em forma de CORAÇÃO e coloque sobre o fogo da PAIXÃO. Enquanto o CORAÇÃO aquece, prepare uma porção de CARINHO e outra de CONFIANÇA, não corte demais, pois pode diminuir a CONFIANÇA e faltar CARINHO. No CORAÇÃO aquecido, derrame um pouquinho de ALEGRIA, não muito, para não parecer ILUSÃO, em seguida frite o CARINHO e a CONFIANÇA até ficarem com a cor da ESPERANÇA. Não afaste-se do CORAÇÃO, pois poderá perder o ponto e depois terá que recomeçar. Não esqueça do tempero, uma pitada de VIDA, meia colher de SINCERIDADE e várias xícaras de AMOR. Feche o CORAÇÃO e deixe a PAIXÃO em temperatura média, para ter um controle do cozimento. Após um tempo, apague a PAIXÃO e abra o CORAÇÃO, deixe o aroma do AMOR invadir a sua casa. Quando o almoço estiver pronto, chame as pessoas que realmente estejam com fome de "algo bom", uma refeição que elas já nem lembram que sabor tem. 
Bom Apetite!!!


Silvana Hennicka!!
Os sonhos vem e vão, as horas passam, mais uma viagem se aproxima e o coração aperta. Nunca fui tão longe, nem na distância, nem na ousadia, mas se eu não acreditar em mim, quem o vai fazer? Descobri aqui dentro, uma mulher que eu não conhecia, apesar de muitos já haverem dito que eu conseguiria tudo o que desejasse. Ainda não tenho tudo o que desejo, mas já tenho tudo o que eu preciso e uma parte de mim já pode ousar e se arriscar em voos mais altos. Pessoas acreditaram na minha competência profissional mas o mérito de chegar até aqui é meu, pois só eu sei o tamanho do mundo que quero pra mim . Estou apaixonada pela minha nova vida e por tudo o que ainda a de vir. Tudo está perfeito e maravilhoso, mas ter meu primeiro livro aprovado por uma comissão de doutores em uma Editora Pública, foi o ápice de tudo. Eu sempre acreditei nesse projeto e após um ano escrevendo e relendo, o sonho se realiza. Pena que as pessoas a quem eu deveria dedicar minha primeira obra, já não estão mais ao meu lado. O mundo é cruel, as pessoas se vão e agora estou desesperada por não saber o que escrever na primeira página. Nesta noite linda, eu pedirei a minha alma que se liberte e busque as respostas enquanto eu tenho meus sonhos embalados pelas mais lindas melodias, as mesmas que me fazem lembrar as coisas boas que já vivi.


Silvana Hennicka!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Fazendo a Vida Valer à Pena!!

Quero alguém por completo, alguém que sinta orgulho de mim, que me assuma... 
De nada me interessa o meio termo, não quero pra "de vez enquanto", se for pra ser, tem que valer a pena, tem que ser o copo todo e não só "uma" metade. 
Não quero alguém pra vida toda, quero alguém me mostre a vida no tempo que estiver ao meu lado, assim, eu trocarei meu castelo por uma casa de sapê.
Se eu decidir me lançar de um penhasco, quero aproveitar cada sensação durante a queda, pois confesso, romances água com açúcar não me atraem, eu gosto de adrenalina, de emoções fortes  e de homem com atitude, que me surpreenda e me faça chorar de emoção. 
Viverei entre o amor e o ódio se preciso for, mas nunca deixarei a mediocridade de ninguém me dizer o que é certo ou errado. 
Não gosto de teatro, prefiro fazer minha apresentação na calçada da vida real, a ter que fingir ser algo que não sou. 
Se eu gosto, eu gosto, se eu não gosto, me afasto, não me permito ficar perto do que não me faz bem e já não sofro na hora de romper laços. 
Não me atenho em dar explicações sobre o porquê das minhas atitudes pois, pra cada ação, tem sempre uma reação, para cada ato, haverá uma consequência, e no fundo, a resposta está com cada um.
Há muito passou o tempo em que ter feijão com arroz todos os dias me era o suficiente, hoje eu quero desvendar o sabor das comidas exóticas e dos frutos desconhecidos, mas não recuso um "simples" bife com fritas, se esse, vier acompanhado por uma pitada de bom humor, pois de tristeza, me basta o passado. 
Eu não busco uma noite de sexo, gosto mesmo é de fazer amor, sentir meu coração sair do peito e voar, enquanto meu único desejo é viver no presente para sempre. 
A opinião dos outros, há muito deixou de ser algo que me tirasse o sono, hoje eu prefiro perder meu tempo vivendo, a ter que dar satisfação a quem não me acrescenta nada. 
Nesse mundo maluco que escolhi pra viver, é assim, ou me ama, ou me odeia, pois eu dispenso qualquer coisa que seja "mais ou menos", mas se for do meu interesse eu tenho sim, a capacidade de fingir que não vejo a falsidade estampada na cara de muita gente. 
Sempre ouço dizer que a fila  anda, como se a vida estivesse diante de um "caixa" qualquer e que a cada minuto alguém chamasse o próximo cliente. 
Por que eu escolheria algo que já sei onde está, se o emocionante é caçar, é pescar em alto mar, viajar para lugares desconhecidos...? 
O novo é o que me fascina, pois para mim, a mesmice me deprime, e eu tenho sim, o direito de errar, de quebrar a cara, de chorar por alguém que está distante... mas sofrer... bem... sofrer é uma palavra que prefiro retirar do meu dicionário, já que, dos meus olhos saem lágrimas, mas eles não refletem infelicidade ou derrota, não mais! 
Sou boa o suficiente pra existir, nem que seja na vida de uma única pessoas, não me importo, multidões me sufocam. 
Antes ter "um" homem sincero, "um" amigo verdadeiro, a ter vários hipócritas me bajulando o tempo todo... criar cobra para ser picado, deixo para as pessoas estúpida. 
Eu posso entender atitudes precipitadas e enganos, aceito pedidos de desculpas e sei perdoar, mas a tal da mentira... isso é uma coisa que não vale à pena comentar.
Eu também já menti e é bem provável que eu continue me usando desse artifício, mas não espero prejudicar ou magoar alguém com meus atos e confesso, não quero ser perfeita, quero ser simples e despersonalizada  buscando equilíbrio todos os dias. 
Não quero me arrepender pelos erros, mas sim, errar menos, principalmente na arte da vida a dois. 
Quero dar o meu melhor e encher de alegria as pessoas que me amam pelo que sou e não pelo que elas idealizam em mim. 
Tenho nas veias a ambição como combustível e a cada nascer do Sol eu serei mais e mais feliz.
Se eu pudesse, eu desenharia a minha felicidade, mas isso é impossível, ela é grande demais e não caberia em uma simples folha de papel.


Silvana Hennicka!!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Músicas Nos Levam De Volta

Hoje as músicas ainda estão presentes no radio, nas festas, nos shows, casas noturnas... porém, com menos frequência. Novas músicas estão sendo compostas, gravadas e conquistando a preferência do público, sendo assim, eu logo não precisarei mais ouvir minhas lembranças, eu apenas as sentirei, quando assim o desejar fazer. Já as músicas que representaram uma época inesquecível, essas sim, continuarão guardadas em algum lugar do meu subconciente, e eu as ouvirei apenas quando já não me fizerem sofrer. As vezes tenho a sensação de que as pessoas me veem como um ser humano triste e amargurado, uma mulher que desperta um sentimento de piedade, pelas coisas que escrevo. Isso um dia já foi verdade, mas algo mudou dentro de mim, hoje escrevo minhas lembranças e não o meu presente. Eu busco na "minha caixa de memórias" tudo o que vivi e exponho ao mundo o sentimento que "ela" me desperta... hora bom, hora angustiante. Posso ir do céu ao inferno em minutos e isso me faz escrever coisas que mechem com a imaginação de quem visita os "Pedaços de Minha Memória". 
Eu nunca deixarei de falar que a tristeza não é sinônimo de infelicidade. Sou uma mulher que não se permite mais ser infeliz, mas não nego que tenho minhas horas de tristeza. Uma tristeza que faz o peito doer e me mostra o que está errado e o que deve ser mudado, para que eu evolua como pessoa. Essa tristeza me mostra qual o caminho a ser seguido e quantos passos dar de cada vez, mesmo que isso signifique abrir mão de coisas que me parecem insubstituíveis, mas que, através do meu livre arbítrio, eu posso escolher... posso continuar sofrendo ou simplesmente voar para longe, com as asas que eu conquistei  enquanto tirava os espinhos que estavam em meu caminho. Já não tenho a pretensão de conquistar o mundo, mas eu não abro mão de construir o meu próprio mundo e colocar nele, apenas as coisa que me tragam profunda satisfação. Por várias vezes eu já repeti que não podemos viver de sonhos, mas podemos fazer deles, o combustível para a suprema felicidade. Idealizar o que realmente queremos é o que nos mantém vivos, mas não devemos morrer, esperando sempre pelas coisas que ainda não temos. A ambição, em uma poção bem administrada é o segredo do sucesso pessoal. Fazer por você, sem esperar reconhecimento, talvez seja a fórmula de uma vida longa e feliz... Estranho, iniciei este texto falando sobre músicas que trazem lembranças e agora me dei conta de que estou falando de sonhos, futuro... mas, não tem importância, pois de alguma maneira, tudo está interligado, as lembranças do que não voltará, os desafios de viver o hoje e a crença de que, tudo estará melhor amanhã...


Silvana Hennicka!!!

domingo, 18 de setembro de 2011

Fazer do mundo um lugar melhor para o ser humano, é importante, mas fazer com que o ser humano seja algo melhor para o mundo, é fundamenta!!!


Silvana Hennicka!!







sábado, 17 de setembro de 2011

Coração, Liberte-me do Passado

Coração, não me peça mais para ter paciência. Suas atitudes estão me matando e ao mesmo tempo, aprisionando minha alma, que está sufocada nesse peito cheio de expectativas e angústias. Me diga que chegou a hora de parar acreditar, que a espera já não vale a pena. Preciso não acordar mais todas as manhãs com essa vontade infernal de voltar no tempo. Eu sei que você ainda sangra, mas se juntos cuidarmos das ferida, não tardará para que virem apenas cicatrizes e as lembranças se percam em meio as músicas que hoje não consigo ouvir. As canções me levam para o céu e de lá eu sinto que a vida está em um outro tempo... no passado. Coração, que pulsando me mantém viva, pára de bancar o imortal, pois eu preciso viver no hoje, e não com os restos do que um dia foi bom e já não vai voltar. Quero minha liberdade definitiva e não provisória, pois ficar aprisionada a algo incerto, já não posso, já não quero, já não preciso! Tudo parece um sonho, do qual eu preciso sair, logo eu, que já implorei para continuar perdida nas noites de solidão, que tinham o poder de me fazer voar. Espero que a bela borboleta tenha perdido suas asas, pois eu não suportaria saber que ela voou para longe em busca de outro jardim. Imploro-te, coração, se for para continuar lembrando, pare de bater, sesse suas atividades e deixe meu corpo sentir o frio trazido pela brisa da eternidade. Não posso mais permitir que você me trate dessa maneira. Eu não mereço o sofrimento de toda essa saudade. Já não quero esperar por nada, nem pela borboleta ingrata, que decidiu bater suas asas e partir rumo ao seu destino, me deixando aqui, sem vida e sem esperança. Após sua partida, as flores secaram e para mim, restou passar os dias cuidando dessas feridas malditas que não param de sangrar. Me ajude, coração, ou tira da minha mente a imagem do que passou, ou então, vá buscar o passado e devolva-me os sonhos que foram roubados. Eu era luz e hoje sou "isso" que você mantém vivo apenas para cuidar das lembranças que te convém alimentar. Apague os motivos da minha tristeza, mas deixe permanecer em mim a tatuagem da borboleta que um dia foi quem me fez ter um jardim tão belo... Que me fez sorrir, voar, amar... Que me fez um dia, acreditar no impossível e desejar viver o desconhecido. 

Silvana Hennicka!!

O Vazio (Repostando)

Pedes para que acenda velas
Que use uma camisola negra
Palavras ásperas, insultos, tormento
Meu ser... 
Ferido pelos espinhos

O sabor daquele vinho
Permanece sobre as papilas da minha língua
Se tão intenso for o prazer
Um feitiço eu farei
E da minha cama 
Não mais te libertarei
Que se perca tudo
Não me importo
Entre murmúrios e sussurros
As velas se apagarão
A culpa tomará forma
E o desprezo virá à tona
É sempre assim
Saio pé por pé 
Em meio a escuridão
Um gole d´água 
Na boca seca
Uma olhada através do vidro
E na cama?
O vazio
Um gratificante sonho
Em meio a solidão
Mais uma olhada, tristeza
Dormir não mais
A noite se faz fria
A face umedece
Só a luz do carro permanece

Já não quer me pertencer
Eu sinto, então desisto...


Silvana Hennicka!!

Atitude!!

Não compartilhe com os outros a falta de capacidade que você tem para tomar uma atitude e dar um novo rumo a sua vida. Ninguém tem culpa da covardia de ninguém. A vida é feita de ações e não de reclamações, se bem que é mais fácil ficar na chuva e reclamar do que abrir um guarda chuva. Se você quer algo, vá e pegue. Se quer emagrecer, feche a boca. Se quer ter reconhecimento, faça bem feito. Se quer ser amado, aprenda a amar primeiro. Saber o que tá errado, mas não dá um passo para encontrar, senão a solução, mas algo que amenize a situação é o mesmo que esperar por um milagre. Ter sonhos todo mundo tem, mas poucos sabem qual é a receita para torná-los reais. Se o seu sonho custa caro, trabalhe para comprá-lo. Se ele é de graça, tenha a capacidade de conquistá-lo e assim, seja feliz. Não tenha medo de errar, pois as maiores descobertas, foram concretizadas sobre uma base de tentativas frustradas. E se mesmo depois de fazer tudo o que estava ao seu alcance você não conseguiu, viva com a certeza de que você tentou de tudo ao invés de ficar reclamando. Existem pessoas que preferem se suicidar a ter que enfrentar um problema, seja ele qual for. Será que sua vida vale tão pouco? Será que essa é a melhor saída para resolver as coisas? Se você já fez tudo o que podia, mas o problema persiste, encontre outro que tenha solução e deixe de lado os que não tem mais jeito, pois, bater na mesma tecla é como dar conselhos para um surdo, ou mostrar as cores para um cego. Não desista, mas também não se desgaste com coisas que não tem solução ou que já não vale à pena solucionar. Use sua energia para conquistar coisa que lhe façam bem e deixe de lado tudo o que não lhe deixa seguir em frente. Tome uma atitude e não seja mais um sobrevivente desse mundo hipócrita, onde quase todos vivem de aparências, usam máscaras e pisam nos outros para chegar a onde desejam. Muito se fala em acerto de contas pós morte, mas eu acredito que já estamos aqui para pagar por nossos erros ou receber créditos pelos nossos acertos.


Silvana Hennicka!!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Um Singelo, "Obrigado"

Poucas pessoas que visitam este site, sabem o quanto eu lutei para continuar nesse mundo. Foi um período bem difícil da minha vida, oito sessões de quimioterapia e dois meses de radioterapia, mas que, graças a minha vontade de viver, foi superado. Durante a luta contra o câncer, eu contei com a ajuda de várias pessoas, porém, meus amigos sumiram, ou quase todos, mas não é sobre amigos que eu quero falar hoje... quero falar sobre um anjo, carinhosamente chamado de "Doutor Esperança" que faz jus ao título, pois dedica a sua vida em função de amenizar o sofrimento de seus pacientes. Quando eu descobri a doença, a primeira coisa que pensei foi sobre quem iria cuidar de mim e do meu corpo. Eu tinha medo das cicatrizes físicas e emocionais, mas um homem chamado Reno Paulo Kunz, me fez sentir tranquilidade e confiança. Lembro-me do dia em que cheguei ao seu consultório e lhe disse que estava em jejum para a cirurgia. Ele me olhou e falou que precisava marcar primeiro, pois eu precisava de uns exames, mas eu não arredei o pé e o convenci a fazer o procedimento logo após os exames ficarem prontos, horas depois. Desenvolvi por ele um carinho muito especial e hoje o considero muito mais do que apenas meu cirurgião, eu o considero meu amigo, um amigo que, mesmo depois de curada, eu sei que posso contar. Talvez seja pela existência desse anjo, que os fantasmas que carrego comigo todos os dias, estejam mais leves. Um homem que abandonou a faculdade de Medicina Veterinária e decidiu ser médico após ver o sofrimento do irmão caçula, que morreu de câncer em 1975, quando pouco se sabia sobre a doença. Em sua trajetória de 54 anos, ele sofreu ainda a perda do pai e do filho, de apenas 25 anos. Não estou aqui para contar a vida do querido Dr. Reno, queria apenas agradecer por ele ter mudado de profissão, pois isso pode ter significado a minha vida e a vida de muitas outras pessoas que passam pelas suas mãos todos os dias. Obrigada por tudo.
Quero fechar este post com uma frase do próprio Reno. 


"Cabe ao médico fazer a coisa certa e ser humilde o suficiente para saber que em determinada situação o seu limite chegou. Quando jovens, somos mais impetuosos. A vida vai nos lapidando e aprendemos que não somos deuses".


Silvana Hennicka!!

Já Sem Asas (Repostando)


Por onde andas você, anjo meu, que um dia fez meus olhos brilharem, que deu a pista para que eu descobrisse o amor, que fez o mundo ficar insignificante nas que vezes toquei seu corpo? Suas asas o levaram para longe de mim pelos motivos mais incertos, mas meu coração me diz que, as mesmas asas te trarão de volta um dia. Vejo você sentado no alto de uma montanha olhando para o céu ao entardecer. Pés recuados e mãos no joelho. Seus olhos estão tristes e molhados de tanto sofrer. Meu desejo é te tocar, enxugar suas lágrimas... Mas, diferente de você, já não possuo asas, não posso alcançá-lo. Olha pra baixo meu anjo e se lança neste abismo a sua frente! Não tenhas medo, estou aqui para te proteger, caso você não saiba mais a arte de voar. Meus braços sempre estarão aberto em sua direção. Meu coração grita, mas você já não consegue ouvi-lo. Você só consegue ver o horizonte e a incerteza e eu passo despercebida por você. Queria poder te dar a felicidade em forma de presente... De alguma maneira, eu tentei... Não consegui. Hoje me resta ir em busca de algo que perdi no meio do caminho. Mas, se pelo menos eu soubesse o que procuro, talvez encontrasse mais rápido. Não sei o que estou buscando, só sei, que preciso da sua mão para me guiar em meio a escuridão que me assombra. Pois, se o caminho for difícil, eu sei que conseguirei chegar ao final e quando isso acontece, vou olhar nos teus olhos e ver o sorriso que tanto espero. Minha felicidade está diretamente ligada a sua existência. Então, se não consegue mais se aproximar de mim, imploro-te, não se afaste além, pois, para eu continuar viva, dependo de saber que eu ainda significo um ponto de referência, um lugar para onde você pode voltar, um porto onde você possa ancorar a sua alma. Sempre quis ser a coisa mais importante na sua vida mas, por hora, já me satisfaz saber que ainda existo em seu coração ou naquela caixa de memórias que foi criada para guardar os nossos sonhos.
Silvana Hennicka.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Teria Sido um Sonho?

Ela estava na varanda conversando com a Lua enquanto esperava o seu amor chegar. Banho tomado, cabelos sedosos e um cheiro que o enlouquecia. Ela sabia como seduzi-lo e como mantê-lo apaixonado, apesar dos anos que já haviam se passado. Mas naquele dia algo parecia estar diferente e ela não conseguia entender o que era. Ficava se perguntando por que a angústia a estava invadindo. Os minutos foram se transformando em horas e a Lua foi ficando triste de tanto observar o sofrimento daquela mulher. O Sol já estava pedindo licença, quando alguém se posicionou sob a varanda e a chamou pelo nome. Ela não reconheceu a voz e seu coração acelerou de vez. Ela se debruçou no parapeito e pediu para que Deus a levasse naquele exato momento. Palavras eram indispensáveis para ela saber que não veria mais o seu amor. Aquele homem ali parado, abaixo de seus pés, traduziu tudo com um simples olhar. Perguntas a rondavam e seu corpo foi perdendo as forças. Quando percebeu, estava sentada sobre suas próprias pernas no chão, de joelhos. Seu corpo estava vulnerável e seu coração em pedaços, destruído pela dor. Uma mulher apaixonada que não tinha mais motivos para viver. Em meio ao seu próprio desespero, ela percebeu que alguém a observava e quando levantou os olhos, se deparou com o motivo de seu martírio. A imagem da pessoa a quem ela dedicou a vida, estava sendo ofuscada pela luz que se fazia presente. Ele lhe alcançou a mão e imediatamente a levantou. Uma lágrima desceu pela sua face e quando ele, em um movimento delicado foi tirá-la do rosto da sua amada, ela fechou os olhos e ao abri-los, sentiu a vida retornando para dentro de seu peito. Pouco tempo havia se passado desde o momento em que ela pegou no sono e  ele a despertou com um beijo. Aquilo poderia ter sido um sonho, mas ela classificou como algo muito além da compreensão humana. A ideia de ter perdido a sua alma gêmea,, lhe trouxe a pior dor que uma pessoa poderia sentir. Ela então o abraçou e em seguida, os dois partiram de mãos dadas, rumo a um lugar reservado apenas para eles. Um lugar protegido do mundo real, onde a maldade já não existe. Agora teriam a eternidade para viver o seu amor.  Enquanto as pessoas se aglomeravam na calçada de pedra fria que ficava logo abaixo daquela sacada, o corpo da bela mulher repousava e sob uma poça de sangue ele transformou-se em um simples objeto de curiosidade. 


Silvana Hennicka!!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Deixando a Vida Voltar

E, ao abrir a janela para cumprimentar o Sol, ela se deu conta de quão bela é a vida. Não há dinheiro nem fama que pague a sensação que ela viveu ao sentir aquele calor gostoso em sua face, ao ouvir um casal de Sabiás saudando o início da manhã com seu canto incessante. Ela sorriu para as flores, que o vento, com sua suavidade, balançava de um lado para outro e teve nesse momento, a oportunidade de ver um lindo beija-flor colorido se aproximar do jardim. Ele se dirigiu a maior quantidade de flores possíveis, enquanto ela não conseguia desviar o olhar daquele pequeno ser, mas de uma beleza imensurável. As borboletas chegavam com timidez, porém, sem perder a exuberância e em poucos minutos ela já pode sair da janela, já havia tomado a "injeção" de ânimo de todas as manhãs. A janela permaneceu aberta e as cortinas se divertiam com o vento, que insistia em balançá-las, permitindo assim que a luz do dia levasse vida para o interior daquele quarto, que pouco tempo atrás, era um posso escuro e sem nenhuma vida. Nele existia apenas um coração, batendo com dificuldade no corpo de uma mulher que não tinha mais esperança. Ela havia deixado sua alma fora daquele quarto quando descobriu que estava só em sua trajetória, mas sua vida mudou quando, em uma manhã, ela se olhou no espelho. A pessoa que estava do outro lado, era aquilo que ela havia se permitido transformar e então o choro foi inevitável. Após passar horas revendo seu passado e tentando descobrir o por que daquilo estar acontecendo, um sopro de vida a fez suspirar e ela saiu do pesadelo. Decidiu que queria viver muito além do que sua mente lhe permitia e então, abriu a janela. Sua vida, que estava à parte do seu corpo, voltou e com ela, sua alma. Hoje a mulher que outrora contava os minutos, sente que faltam horas no seu dia, pois viver lhe consome muito tempo e assim não dá para fazer outra coisa, como por exemplo, remoer o passado.


Silvana Hennicka!!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Seja feliz!!!

Deixe de ser a mariposa que se debate contra a luz e vire a luz que atrai as mariposas. Quando você cuida do jardim, as borboletas vem sozinhas, não é preciso esforço. Brilhe, seja notada pelo que você é. Seja feliz e contagia quem está a sua volta. Dance na chuva, cante em voz alta, não dê valor à fofocas, ria de quem lhe criticar, diga bom dia para o sol e boa noite para a Lua. Viva, viva cada minuto, intensamente, pois o futuro não existe, quando ele chega já tornou-se presente. A felicidade espanta a depressão e trás de volta as pessoas que estavam longe. Esbanjar alegria é o mesmo que beber a água da fonte da juventude. Um conselho, seja feliz e não deixe ninguém espantar a onda do bom humor de você, que com certeza, tem a capacidade de rir até mesmo das desgraças.


Silvana Hennicka

domingo, 11 de setembro de 2011

A Mais Bela Lembrança!!

Ele era instável e ela muito apaixonada, não que ele não a amasse, amava, e muito, mas o medo de não saber o que fazer ou de não saber como fazer os distanciava. Ela foi perdendo seu brilho, brilho esse que mantinha ele com esperanças. Os dois quase não se tocavam, pois a distância era grande e com a dor da ausência, ela parou de cuidar do seu jardim. As flores foram secando uma a uma, pois deixaram de ser regadas e o resultado disso, foi o afastamento progressivo das borboletas. Ela só se deu conta do que estava acontecendo, quando a última borboleta desapareceu. Não era só mais uma, era a mais bela de todas, aquela que fazia com que ela acordasse feliz todas as manhãs. Olhar pela janela agora, era uma tortura, ver um lugar que outrora havia sido um recanto de beleza, transformado em ramos secos e cores cinza, não fazia bem a ela, e seu brilho então acabou de vez. A tristeza tomou conta de sua alma e seus sonhos também fora sumindo um a um. A razão pela qual ela esperava o futuro já não existia mais. Certa manhã, após dias de incertezas, ela acordou com a esperança de que se voltasse a cuidar do seu jardim as borboletas poderiam então retornar e foi o que aconteceu. O trabalho começou com a reposição das plantas velhas por mudas novas. As cores deveriam ser as mais variadas e as flores as mais belas. Após dias de trabalho pesado o resultado era inexplicável. Havia borboletas de todas as cores. Ela olhava para elas, uma a uma, mas onde estava a mais bela? Só então percebeu que apesar de tudo, seu objetivo não havia sido alcançado. Poderiam estar ali todas as borboletas do mundo, mas o vazio de ter deixado partir a única razão do seu viver jamais seria preenchido. Ela não perdeu a esperança e continuou plantando flores e mais flores....em vão. A espera poderia ser eterna, então ela resolveu ir atrás da única razão para tanto esforço. Tamanha foi sua angústia ao descobrir que sua borboleta preferida já não podia voar. De nada adiantava seu esforço para atraí-la de volta, ela jamais viria. Então seu jardim foi novamente morrendo e seu brilho apagando. Passava as horas olhando pela janela na esperança de ver seu grande amor voltando. Mesmo estando tudo sem vida e deprimente ela não abandonou o seu jardim e num belo dia viu que algo andava entre meio as folhas secas. Sem saber direito o que era ela foi se aproximando. Seus olhos se encheram de lágrimas ao ver a mais bela das borboletas se arrastando pelo chão. O trajeto havia sido longo e dolorido. Seu corpo indefeso estava machucado e cansado. Ela então a tomou nas mãos e olhos em seus pequenos olhos cheios de alegria por ter conseguido seu objetivo, voltar para casa. Já não havia mais vida em seu corpo frágil, agora a bela borboleta poderia morrer em paz. Todos os dias quando acorda, ela agradece a Deus por nunca ter desistido, pois através de sua persistência, ela pode ver seu amor pela última vez. Amor esse que quebrou todas as barreiras  e a fez ver o quanto era amada e desejada. Amor que será eterno. Outras borboletas aparecerão, mas nunca tomarão o lugar da mais bela, pois ela foi única e se tornou uma linda lembrança. Os anos passaram, ela envelheceu, porém nunca mais perdeu seu brilho. Toda vez que olhava o jardim, ela tinha a impressão de que seu amor estava lhe observando, como se fosse uma das flores. Durante anos ela foi cortejada por borboletas das mais belas e, com seu jeito meigo, pedia desculpas e dizia ser fiel.
Sua beleza foi desaparecendo, junto com a vontade de continuar lembrando de seu amor e finalmente numa tarde ensolarada ela apagou. Morreu sentada ao lado da casa que possuía a mais bela variedade de flores que já havia existido.

 Silvana Hennicka.




sábado, 10 de setembro de 2011

Soltando os Fardos do Passado

Soltar os fardos que eu carregava do passado, foi o melhor a fazer. Espantar os fantasmas das noites de completa solidão, me deixou mais leve e com mais sede pela vida. Esquecer pessoas, apagar Emails, contatos, números de telefone, superar falsos amigos, sem me sentir culpada por isso, me deu uma sensação de poder. Eu me sinto livre novamente, pois arrastar correntes pesadas, era nada mais do que atrasar a minha trajetória. Hoje não carrego nada, nem nos ombros nem na mente, ando apenas de mãos dadas com quem decidir seguir comigo e me apoiar em caso de alguma escorregada que eu der, ou estiver disposto a me dar a mão em caso de alguma queda. Não é fácil para a borboleta, romper as paredes do casulo, mas quando ela consegue e adquire a tão sonhada liberdade, percebe que tudo valeu a pena, porém, não pensa duas vezes na hora de abandonar a sua prisão. Isso pode ser chamado de egoísmo, mas prefiro chamar de superação e amor próprio.


Silvana Hennicka!!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

De Volta pra Casa

Voltar ao Rio de Janeiro, serviu apenas para descobrir que o Pão já não é de Açúcar e que o Cristo cruzou os braços. Me decepcionei ao descobrir que os saguis da Praia Vermelha já não gostam de pipoca e que Copacabana perdeu o título de princesa. No belo jardim Botânico, Izabel teve seu caminho de palmeiras imperiais tomado por espinhos e o cinema do shopping Botafogo já não põe manteiga na pipoca. Em frente ao 115, não vi o mendigo e procurei seguir em frente, sem olhar para o lado. No cenário dos sonhos, dos fogos  e da areia fina, não consegui tomar vinho sentada perto do mar, pois já não havia um pescador para eu observar.


Silvana Hennicka!!

Cansada

Por eu nunca conseguir acertar a hora real das postagens do meu blog, quero dizer que agora são exatamente 00:46h de sexta-feira e eu estou há 16 horas no computador. Estou longe dos meus filhos, dos meus amigos e de mais algumas coisas que me são importantes, tudo isso para provar a mim mesma que sou capaz de algo grandioso, que sou capaz de realizar meus sonhos sozinha, apesar de que, eu adoraria dividir minhas conquistas com alguém que merecesse estar ao meu lado, mas enquanto isso não acontece, permaneço tendo vocês e as minhas memórias como companhia. Agora me limito a dizer boa noite!!!

- Silvana Hennicka

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Medo de Lembrar

Por que o medo tem que ser assim tão implacável?? Por que o acordar não pode ser simples como deveria?? Carregar um fantasma nas costas é uma coisa que já aprendi a fazer. Seu peso já não me faz diferença, mas o frio que ele me causa, assusta. Tento me livra dos tormentos dia após dia... Como?? Onde existe uma receita para viver a vida e não o sofrimento?? Quando busco no passado as lembras de uma linda casa com duas crianças brincando, eu penso que minha vida já acabou, penso que o futuro para mim já não faz sentido existir, mas então por que tenho medo?? Será que meu medo do futuro é um simples "não querer" me afastar cada vez mais do passado?? Estou envelhecendo, como tudo o que existe, material e imaterial, virarei pó, assim como o mais lindo monumento em homenagem a alguém... Tudo acaba um dia, pena que não conseguimos dar um fim as memória, que ficam aqui, como se fosse algo impresso em nossa mente, que com o passar do tempo vai se apagando, mas só desaparece por completo, quando o papel se desintegra. Assim é a nossa vida, os nossos sonhos não realizados, que se transformam, de uma grande euforia a uma frustração que machuca a alma. Faz chorar, faz sofrer e não dá mais ânimo para continuar sonhando. Amo viver, mas essas lembranças malditas e esse fantasma que não me deixa, as vezes me fazem escrever coisas desse tipo, agora eu saio da cama, e é como se rompesse o casulo e eu me libertasse de uma prisão, para viver mais um dia de Sol, pois não permito que a melancolia me acompanhe o tempo todo. Apesar do que escrevo, me considero uma pessoa feliz.


Silvana Hennicka!!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Sozinha

Do que restou de você, eu fiquei com o que me pertencia
Seu amor com juras eternas
Seu sorriso de menino sonhador
Suas lágrimas de desespero
E tudo o que foi o nosso amor
Nos segredos da Lua, eu te busco
No que sonho acordada não te encontro
No caminho escuro, tenho medo
E no estar sozinha, sou tristeza
Sou vazio e mistério
Sou flor sem perfume
Sou céu sem Luar
E o que restou de mim?
Só o medo de amar


Silvana Hennicka!!





Só Por Hoje....

                                                 
Só por hoje...
Vai e fica lá
Longe dos meus olhos
E perto do que já não existe em mim
Só por hoje...
Não quero te necessitar
Nem mais te amar
Só por hoje...
Não quero mais o brilho do sorriso vestido de branco
Nem o aroma de um bom vinho
Nem música, nem velas...
Só por hoje...
Quero libertar minha alma
Não quero mais ver-te em minha janela
Pois a chuva já cessou e com ela, o meu amor acabou


Silvana Hennicka!!



domingo, 4 de setembro de 2011

Sei que navegar é preciso, mas sobreviver não vale à pena.


silvana Hennicka!!

Simplificando a Vida

A vida foi se transformando em uma coisa simples, fácil e bela. Borboletas voltaram a dar vida ao jardim e os pássaros encantavam com seu canto. A brisa da manhã era o sopro de um anjo, que aos poucos, dominava tudo. Seus cabelos cheiravam a jasmim e sua pele parecia seda. O sorriso... perfeito e envolvente. Menina, mulher, mãe e amiga, muitos adjetivos lhe pertencem, mas poucos a definem. Não é perfeita, pois o não "ser" é "humano" e com isso, ela continua buscando algo que se perdeu em meio aos seus sonhos e com a certeza de que o vento não mais lhe trará as respostas, ela decidiu continuar sua trajetória sozinha.


Silvana Hennicka!!
Então ele a protegeu com suas asas imensas e ela nunca mais sentiu medo.
Silvana Hennicka

Rumo ao Que Me Traz "Vida"

Tanto falei do frio nesses últimos dias e agora tenho em meus ouvidos o zumbir do vento típico do mês de Agosto, que insiste em invadir os primeiros dias de Setembro. O calor é tanto, que o condicionador de ar sofre para manter uma temperatura que me agrade, para só assim, o tédio não se tornar um companheiro. A solidão de um quarto de hotel, já não me assusta, pois aprendi a disfarçar as minhas cicatrizes. As feridas não puderam ser evitadas, mas após muito sofrer, elas se tornaram apenas uma marca em meu coração. Eu tomei um rumo contrário ao que antes me fazia ver o horizonte, agora, meu destino é o céu, pois consegui ter minhas asas de volta. Já não espero por ninguém, já não acredito em palavras doces ou promessas, que com um simples passar de dias, já viram passado ou se perdem em meio aos acontecimentos. Não tenho mais para quem dedicar meus poemas, mas não deixarei de escrevê-los, pois um dia, mesmo que eu não espere, alguém irá merecê-los e eu os entregarei junto com meu coração, que hoje guardo bem longe dos meus olhos, pois já não me interessa saber o que ele pensa, ele é burro mesmo, só me faz errar e assim eu sofro com as atitudes infantis que tomo de vez em quando. Decidi que realizar minhas ambições, por hora é meu combustível, pois não tenho tudo o que quero, mesmo tendo tudo o que necessito e um novo amor, teria que valer a pena, teria que me merecer, ou se tornaria um simples objeto de desejo. Temo ter me tornado uma pessoa que deixou de acreditar no amor, mas não tenho medo disso, pois as coisas acontecem quando a gente menos espera e eu sei que na hora e no momento certo, meu coração voltará a bater dentro do meu peito e eu, mesmo com medo de sofrer, acabarei me entregando a alguém, já que o que eu gostaria de ter, o tempo não trará de volta. Os sonhos que me faziam acordar sorrindo me foram roubados e agora eu procuro não dormir para não ter em minha mente as lembranças do que um dia acreditei ser eterno. Eu tive muitos amigos, uma família, um grande amor... o que nunca tive, foi a vontade de ser alguém que é notada, uma pessoa por quem os filhos sentissem orgulho e que merecesse estar cercada por pessoas de caráter e menos hipócritas, que só pensam em si mesmas... Hoje isso mudou, estou me transformando em uma mulher muito além do que os olhos do ser humanos podem enxergar. Estou me dirigindo a um lugar chamado "vida nova", onde habitarei uma casa com muita paz e um jardim cheio de esperança. Não sentirei mais culpa por deixar para trás coisas que não me fazem bem, pessoas que um dia eu amei e as que amo até hoje. Deixo para trás, números de telefone, que hoje já não faz sentido guardar, pois não me farão uma pessoa melhor, mas guardarei a "sete chaves", os que merecem continuar gravados nos pedaços de minha memória, assim como as poucas pessoas que sentem a minha ausência, por eu realmente, significar algo em suas vidas. Dentro do meu coração sempre entrava mais um, mas hoje eu faço um controle rigoroso de seus acessos. Não permito mais que falsas promessas e planos impossíveis se aproximem dele. Aprendi a ler a mente das pessoas e não mais me deixarei enganar, mas se isso acontecer um dia, é pelo simples fato de eu não ter deixado de acreditar no amor e no ser humano, então eu chorarei no colo de alguém, porém, estarei feliz por ter comigo a certeza de que não coloquei uma pedra no lugar do meu coração e tampouco me tornei um poço de egoísmo.


Silvana Hennicka!!

sábado, 3 de setembro de 2011

Um Dia Vai Aparecer Alguém....

Eu li isso no celular de uma pessoa que amo muito e achei lindo. Ele recebeu esse texto de sua namorada, não sei de quem é a autoria, mas deixo em aberto...


"Um dia vai aparecer alguém na sua vida e tirar tudo do lugar, mudar os seus hábitos, algumas opiniões, sua cor preferida, os seus passeios de sexta, seu programa de TV... Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar e os sonhos de todas as noites... Vai fazer você se superar a cada dia e aprender a essência verdadeira do amor. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui... Vai fazer você levá-la aos seus lugares prediletos... Vai fazer crescer em ti, algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu... Vai fazer também você sonhar e acordar durante os momentos em que ela não estiver presente. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso e sempre estará ali para abraçar-te quando você sentir medo. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou, ou seja, o seu único amor."