segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Sol.

Lindo Sol, a Lua que me perdoe, mas farei de "você" minha inpiração daqui por diante, pois a melancolia já não quer me pertencer e os dias de escuridão tentarei não ver.
Através do seu brilho não mais sentirei medo e com a caixa de memórias fechada, as lembranças ruins estão apagadas.


Silvana Hennicka!