segunda-feira, 23 de maio de 2011

Um Basta no Sofrimento.


Qual é a receita para se lidar com o sofrimento? Falo com todas as letras, que não existe tal coisa... Um caderninho que você abre a página onde diz: " receita para acabar com o sofrimento". O sofrimento pode ser considerado um mal, mas ao mesmo tempo é uma maneira de crescermos e aprendermos com os nossos erros, quando sofremos por atitudes impensadas ou por falta de atitudes. Estou escrevendo sobre este tema, por um motivo, três amigas me procuraram hoje, em momentos diferentes, para pedir colo, pois estavam sofrendo. Uma sofria por amor, outra por arrependimento e a outra não sabia ao certo o motivo que a fazia querer morrer. Não importa o motivo de cada uma, mas o fato de que tinham dentro de si uma angústia muito grande e não sabiam a receita para acabar com ela. O que eu poderia dizer, se alguns dias atrás, eu mesma não sabia que rumo tomar, ou o que fazer em relação ao meu coração, que estava destroçado por falta do meu amor? Sem saber muito bem o que fazer eu tentei então, amenizar o que elas estavam sentindo com um belo balde de água fria. De uma maneira não muito sutil, eu pedi para que tomassem uma atitude em relação ao que levou cada uma delas a ficar daquela maneira. Se o problema é um homem que insiste em te maltratar e faz questão de se fazer presente, apenas para ver o seu sofrimento...? O que você precisa é criar vergonha na cara e desaparecer da vida dele. Se ele já disse com todas as leras que está tudo acabado, então o que está esperando para arrumar coisa melhor e ser feliz? Talvez essa seja a receita para acabar com o sofrimento, mas nesse caso, ela não está sabendo misturar os ingredientes da maneira correta e vai continuar confundindo sal com açúcar, até o dia em que alguém apareça e lhe ajude fazer o bolo, fazendo-a feliz de verdade. Mas tem um detalhe, quando ela for cortá-lo, a primeira fatia com certeza será dada ao ex, pois ele se empenhou tanto em fazê-la sofrer, que ele merece. Não gosto de vingança. Acho que ela maltrata a nós mesmos, mas nesse caso, essa atitude é para ela provar a si mesma, que superou o dito cujo. Já no caso de sofrermos por algo impensado... não tem jeito, temos que arcar com as consequências, fazer com que um ato de burrice, se transforme em uma escola, para que aquela situação não se repita. Mas o que dizer para uma pessoa que prefere estar morta a continuar sofrendo? Não posso falar muito a esse respeito, pois eu mesma já desejei isso inúmeras vezes e sei como é difícil ter esse sentimento. O pior de tudo, é ver alguém que eu amo muito, nessa situação. Minha frôzinha, você ainda é tão novinha para achar que sua vida não tem mais solução. Queria poder arrancar a dor e a angústia de dentro do peito de cada uma de vocês, e de todas as pessoas que sofrem pelos mais variados motivos, mas não posso. Cada um de nós tem uma cruz a carregar.... 
Uma cruz, que na maioria das vezes é difícil, por não sabermos escolher a madeira certa e insistimos em pegar a mais pesada. 
               Tem uma frase do Charlie Chaplin que diz: "Para poder rir verdadeiramente, devemos estar disponíveis para apanhar a nossa dor e brincar com ela". É isso aí, vamos pegar a nossa dor e fazer dela um instrumento de diversão. Não é fácil, mas podemos tentar e se conseguirmos, amanhã iremos dar muitas gargalhadas das besteiras que nos deixam triste hoje. 

Silavana Hennicka!!