quarta-feira, 25 de maio de 2011

Semeando Estrelas!


Plantei estrelas pelo chão
Pra que você pudesse ver
Pedi licença para o Sol
E fiz a Lua amanhecer.


Te iluminei com os meus raios
Te aqueci com meu calor
Te dei abrigo no meu corpo
E nunca te neguei amor.


Você não deu aviso prévio
Simplesmente se apossou
Fez de mim sua morada
E com seu jeito me domou.


Na minha pele, o arrepio
No teu gemido, emoção
Na minha boca, o seu gosto
E nos meus sonhos... solidão.


Por que em mim acreditei?
Se minha mente só me engana?
Por que a ti eu me entreguei?
Se já não vive em minha cama?


Eu sei que ainda há esperança
Tudo, tudo está mudando
Prefiro viver das lembranças
A ter que viver chorando.


Insistência.... mesma tecla
Bate e volta.... entristece
A esperança se dissipa
E o amor... desaparece.


Os sonhos já não somam
Pouco a pouco se dividem
Tanto faz se estou por perto
Pois vivemos do incerto.


Busco sempre acreditar
Quero não mais me enganar
Mas meus olhos te procuram
E eu não posso mais chorar.


Silvana Hennicka!!