segunda-feira, 30 de maio de 2016

Eu AMO a minha AMANTE e é com ela que quero ficar - História Real

domingo, 29 de maio de 2016

Eu não era a única AMANTE, por isso se separou e não me contou - Históri...

domingo, 22 de maio de 2016

Repousando na Eternidade

Em meio à névoa que envolvia meu corpo e embaçava a minha visão, eu tentava visualizar as águas do lago que estava logo à minha frente. O velho banco de madeira onde eu estava sentada parecia ruir a qualquer momento. Ele havia sido abandonado pelo tempo e sua estrutura estava podre e comprometida, mas com certeza suportaria o baixo peso do meu corpo. Em outra época, eu fora uma mulher linda e encantadora, mas a tristeza que carrego em meu ser, me transformou nisso, uma pessoa triste, sem brilho e sem amor próprio. Meus cabelos negros, levemente cacheados estavam ressecados e opacos e minha pele desidratada, deixando visível algumas rugas que não deveriam estar ali, não tendo eu, apenas 35 anos de idade.
            O bosque, onde ao centro estava localizado o lago, parecia um cenário de filme de suspense. Além do frio, uma garoa fina ao entardecer, tornava o local assustador e melancólico. A movimentação de pessoas já não existia e eu estava sozinha, me despedindo das últimas lembranças que rondavam a minha mente. Nada mais me restava a não ser aquele misto de sentimentos envolvendo derrota, decepção e culpa. Apenas alguns metros me separavam da água fria do lago que a neblina insistia em esconder. Quando realmente senti que estava pronta para cumprir o que havia planejado, levantei e aproximei-me do que mais parecia um monstro prestes a me engolir, o Lago das Lágrimas. O lago tinha esse nome por causa de uma lenda. Segundo os antigos moradores da região, uma serpente que habitava essas águas escuras, surgia nas noites de verão e silenciosamente raptava moças, levando-as consigo para uma caverna escondida no fundo do lago. As lágrimas dessas moças seriam responsáveis por manter o nível da água, não deixando que o mesmo baixasse, nem em períodos de extrema seca e então, o esconderijo nunca seria descoberto. Essa história é passada de pai para filho e nos dias atuais, poucos acreditam que isso tudo seja verdade. Nas noites de verão, não temendo nada, muitos jovens fazem do bosque o local ideal para se embriagar e usar drogas. Em meio a alucinações, alguns deles juram ter visto a serpente, mas nada ficou confirmado e então, com o passar dos anos, a lenda foi se perdendo e cada vez menos pessoas falam sobre isso.

O lago era cercado por uma estrutura de concreto formada por três degraus, que impediam o contato da água com a grama, como se fosse uma piscina sem manutenção a qual a água fica turva e assustadora. Subi no degrau que formava o topo da escada e estava molhado por causa da garoa. Quando coloquei meu pé direito no segundo degrau, pude sentir a força de um punhal entrando na minha carne. A água parecia congelada. Mantive-me firme. Coloquei o outro pé no degrau seguinte e quando prossegui, senti tudo sumindo debaixo dos meus pés e meu corpo foi lançado ao desconhecido. Uma imensidão de água pressionou os meus ouvidos e eu percebi que tudo se daria muito rápido. Eu queria estar ali. Eu queria afogar-me nas lágrimas das moças que foram raptadas, e então, acabar com aquele sofrimento que maltratava a minha alma e fazia de mim um poço de desespero. E foi no exato momento que eu decidi entregar-me ao que pensava ser o meu destino, que tive a sensação de não estar só. A princípio pensei que um anjo se fizesse presente, mas esse pensamento se dissipou e então, imaginei que as mãos que me puxavam para cima, pudessem ser das virgens que a serpente raptou. Alienada em meio a vários tipos de sentimentos, enquanto meu corpo era lançado sobre os degraus de concreto, por onde, há alguns segundos, eu havia passado, cheguei a pensar que pudesse ser Deus e que a hora de pedir perdão pelos meus erros havia chegado, mas tudo isso era fruto da minha imaginação. O que eu estava vivendo era real. Eu mantive meus olhos fechados e quando me dei conta, meu corpo já não estava em contato com o concreto, nem tampouco, submerso. Eu sentia o ar gelado na minha pele, mas a água impedia que ele chegasse até os meus pulmões e assim, o pânico começou a tomar conta de mim. Uma voz chamava minha atenção, mas parecia estar muito além daquele bosque. Em um esforço sobre humano eu consegui abrir meus olhos e ao visualizar aquele rosto, senti o ar gélido ultrapassar os limites dos meus pulmões e me devolver à realidade. Deitada sobre a grama quase congelada, eu sentia como se um punhal estivesse entrando em minha pele e comecei a tremer compulsivamente. Aquele rosto desconhecido tentava sem sucesso, arrancar-me palavras, mas eu percebia apenas o seu olhar de desespero em meio à situação que eu causara. Em uma súbita vontade de voltar no tempo e nunca ter entrado naquelas águas turvas e frias, eu senti que a grama já não estava mais sob o meu corpo. Fechei novamente os olhos e quando os abri, reconheci aquele rosto. Meu amor havia voltado para me salvar da maldade do mundo e das pessoas. Desde a sua partida eu não sentia mais o amor que um dia habitou meu ser. Aos poucos meu corpo começou a flutuar. A dor e o frio desapareceram a então, eu fui repousando no fundo barrento do lago, onde me mantive por toda a eternidade ao lado do meu grande amor.

- Silvana Hennicka

Não é meu AMANTE pelo SEXO e sim por CARÊNCIA | História Real

Quando os Sonhos se Dissipam - 17) Os Enjôs de Sophia | Silvana Hennicka

sábado, 21 de maio de 2016

Quando os Sonhos se Dissipam - 16) A Decepção de Marcos | Silvana Hennicka

Traição - Meu Nome é "Marcos" | História Real

Recebi o primeiro e-mail de um homem casado e apaixonado pela amante e como eu sei que vocês estavam esperando por isso, vou postar aqui até conseguir fazer o vídeo. Estou postando exatamente como ele escreveu, sem correção ou qualquer outra coisa.

"Oi Silvana, antes de começar a me xingar, quero dizer que adoro seus vídeos, sua história, emfim adoro como se posiciona diante desses assuntos.

Sou casado, tenho dois filhos, estou nessa relação a uns 12 anos entre namoro e casamento, minha mulher é muito independente, tem sua profissão, carro, não depende de mim para coisas do dia a dia, mas é do tipo que arruma briga por copo na pia, roupa jogada, não gosta de cachorro, enfim, coisas que a maioria das mulheres brigam mesmo, diz que me ama muito, mas eu não acho que amo ela, tenho um sentimento por ela mas acho que não é amor, a uns 7 anos me envolvi com uma pessoa, no começo achei que estava gostando muito dela, mas era só um sexo bom, ela se apaixonou por mim e até confessou que me amava, quando percebi que ela estava se apegando muito a mim, decidi terminar tudo pois como não gostava tanto assim dela não queria que ela sofresse, bom passaram 7 anos e aconteceu agora a nove meses, me apaixonei novamente por outra pessoa, eu tenho 38 anos, ela 26 trabalhamos juntos, ela já teve muitas desilusões amorosas, do tipo de ficar até doente, enfim uma pessoa muito fechada por conta das decepções que sofreu na vida, nossa relação começou daquele jeito normal, flertando de vez em quando,um olhar diferente mas o fato de eu ser casado acho que tirava q coragem dela em se envolver, um dia estávamos sozinhos a noite na sala e brincadeira vai brincadeira vem, nos beijamos loucamente, foi mágico tanto para mim quanto para ela, passou uma semana ficamos juntos novamente, após um mês nossa primeira transa, ela muito tímida, não fazia nem oral, mas eu fiz nela, gozou 7 vezes na nossa primeira transa, depois disso, vamos ao motel pelo menos uma vez por semana a nove meses estamos nesse ritmo, nosso sexo é incrível, de todas as vezes o menos que ela gozou foi 5 vezes, eu me controlo bem, consigo ficar até uma hora sem gozar,metendo forte, chupando e fazendo as coisas que ela gosta, amo dar prazer para ela, emfim, nos apaixonamos e nos amamos muito, é muita saudade no fim de semana porque não dá para se ver de sábado e domingo, mas na semana pelo menos uma vez vamos no motel e levo ela em casa todos os dias, daí dá par conversar e namorar bastante, eu quero me separar mas não tenho coragem, quero viver minha vida com ela, começar tudo de novo, não quero dividir nada com minha mulher, quero deixar tudo para ela e os meninos, mas também não quero revelar isso para ela, acho que sofreria demais sabendo de uma traição, prefiro sair como um casamento que não deu certo, e não por uma traição, não sei se estou certo ou errado, sei que amo minha amante demais, tenho relações com minha esposa , fazemos um sexo gostoso também, mas eu tenho certeza absoluta que não amo minha esposa, tenho carinho, gratidão, mas amor eu sinto pela minha amante.....

Eu preciso muito ouvir o que você tem para me dizer, eu confio muito na coisas que diz, sei que está muito ocupada com suas coisas, se não der para gravar o vídeo sem problemas, mas se puder me responder com sua visão sobre meu caso, ficarei muito grato...."

O que eu penso?


​"
Bom dia "Marcos".
Fico tão feliz quando um homem me manda e-mail.
Impossível não fazer esse vídeo, pois é uma visão oposta ao que sempre falo.
Eu nunca julguei os homens por terem amantes mas eu fico muito irritada com a covardia de vocês.
Minha mãe já dizia que se dependesse de homem para ter um filho de parto normal, a terra não teria ninguém.
Eu sei que expor sua opinião vai fazer com que minhas leitoras criem esperanças em relação aos seus amantes, já que tudo o que a maioria quer é isso, que eles larguem as esposas para ficar com elas.
Eu e você sabemos que isso quase não ocorre, com seu primeiro caso foi assim, não que alguns não amem as suas amantes, mas porque vocês são covardes para enfrentar o novo e sair da rotina. Vocês preferem perder um grande amor a ter que largar um amor que já passou.
Por que vocês se importam tanto com a opinião dos outros?
Por que vocês envelhecem infeliz e levam junto a esposa, que provavelmente é infeliz também, pois sentimos a energia das pessoas, principalmente na hora do sexo e tenho certeza que no fundo ela sabe que você queria estar com outra mulher e não com ela.
Quando descobri a traição do pai dos meus filhos eu fiquei louca, briguei, xinguei, tentei bater nele, coisas que hoje eu jamais faria, mas por sermos "donas" dos maridos, não queremos perder nosso objeto de conquista, mas o fato, é que nossa covardia e a de vocês também, faz com que perdemos uma fase preciosa das nossas vidas, quando ainda teríamos tempo de nos resgatar como pessoas, aprender a voar novamente.
Você disse que sua esposa é irritada com tudo, cara, desculpa, mas ela não te ama, e sabe por que sei disso, nunca amei o pai dos meus filhos, mas falava pra ele que amava e eu era igual a ela, buscava ser feliz com as coisas da casa e parecia uma tirana com ele e com os meus filhos. Tudo era motivo pra brigar e gritar. Hoje continuo caprichosa com minha casa, mas não brigo com meus filhos pra que tudo seja do meu jeito. Descobri que as pessoas tem vontades próprias e que nem tudo o que me faz bem, pode fazer bem a quem convive comigo e é essa, a mágica da vida e o respeito ao "próximo".
Quando realmente somos felizes em uma relação, somos leves e não um poço de nervosismo e exigência.
Você queria minha opinião, certo?
Com o passar dos anos os casamentos realmente ficam mornos e tendemos a buscar novas emoções, não porque somos mal caráter ou coisas do gênero, mas porque não nascemos para sermos aprisionados e a sociedade ditas regras e o que devemos fazer desde que nascemos e por isso nos sentimos culpados e responsável pela felicidade dos outros e isso é errado. O ser humano é um ser, livre. Liberte-se e liberte sua esposa, e sim, você a ama, mas não é amor de homem/mulher que envolve desejo e paixão, é simplesmente amor e quem disse que não podemos amar várias pessoas ao mesmo tempo, a sociedade? 
Em relação a contar pra ela sobre ter outro amor, eu sempre falo que a maior traição não a que envolve sexo, mas sim a que envolve sentimentos e você não tem coragem de deixá-la, mas está sendo desleal com ela a ponto de estar a seu lado por obrigação. Para uma mulher isso é pior do que ser deixada no altar. Saber que temos alguém ao nosso lado por piedade ou porque é cômodo, dói demais, apesar de que muitas mulheres aguentam os casos extra conjugais dos maridos, apenas por egoísmo. Acho isso muio pior. A falta de amor próprio aprisiona nosso espírito.
Mas em relação a você, cara, vai viver sua paixão, seu novo a amor e dá pra ela também a chance de te amar por completo, mesmo que dure um dia, doe-se a ela se você a ama de verdade e se esse amor é recíproco. É muito difícil temos na cama esse fogo que vocês tem, então "chuta o pau da barraca".
Se não quiser contar pra sua esposa que está amando outra pessoa, lembre-se que se ela descobrir ela se sentirá traída duas vezes e aí sim, ela vai lhe odiar.
Você não precisa contar que está com outra pessoa, mas que por estar sentindo algo diferente por outra mulher, vendo essa mulher com outros olhos, você percebeu que seu casamento já acabou e que não é justo com vocês, ficarem fingindo. Eu sei que você está preocupado com ela, mas ela supera, eu superei 3 casamentos que não deram certo e envolveram traição, de todos os tipos e eu nunca os traí, o que faz a gente sentir mais raiva.
Tem um porém, se tomar essa decisão de sair, não olhe pra trás, pois o pior para as mulheres "largadas", é quando elas se apegam as algumas migalhas e alimentam esperanças de uma volta. Isso não pode acontecer, você precisa sair pra não voltar.
No dia que você estiver com seu grande amor e se sentir livre você vai entender do que eu estou falando.
Você não tem obrigações emocionais com sua esposa, isso é problema dela, pois jamais supriremos a carência de ninguém ou faremos alguém feliz, isso tem que fazer parte da essência de cada um e pouca gente sabe disso.
Eu teria terminado meu primeiro casamento um dia após ter começado, mas ele sempre achou que eu o amava, pois entre ter o incerto, eu me apeguei os que me dava segurança e talvez ela pense a mesma coisa em relação a você e como se dá muita importância para a opinião dos outros, é possível que ela não queira ser apontada na rua como uma mulher largada pelo marido."

P.S. Lembrem-se, não somos propriedade e nem proprietários de ninguém e a grande magia da vida está em respeitarmos as diferenças e sermos leais para com quem convivemos.

- Silvana Hennicka






Olá Meninas!
Quem acompanha o meu canal no Youtube, já está sabendo que várias leitoras estão me enviando e-mails, alguns para que eu faça vídeos e outras apenas para me pedir conselhos. Eu prometo para vocês que por mais que os vídeos demorem, eu tentarei fazer todos, mas o mais importante é essa interação que eu tenho com vocês. Eu já as considero pessoas que fazem parte dos pedaços da minha memoria. Fico mais feliz ainda quando sei que meus conselhos mudaram a trajetória de alguém, como já aconteceu com duas leitoras, que decidiram dar um basta na "meia" vida que levavam, para seguir em frente sozinhas e não mais se contentar com migalhas. Continuem acompanhando o Canal e ouçam também os áudios do meu livro, o qual eu estou narrando com essa minha voz de locutor gripado, ahahaha!! Não é fácil manter um canal atualizado, com tanta coisa a fazer no dia a dia, mas pra ter esse carinho e esse retorno de vocês, vale à pena o esforço e é por isso que eu quero mais uma vez agradecer a todas por entrarem de cabeça comigo nessa aventura de mudar de vida para encontrar a felicidade que há muito não estava por perto.

- Silvana Hennicka

Quando os Sonhos se Dissipam - Um Antigo Cliente | Silvana Hennicka

Sinto Falta...

Nessa madrugada fria, tenho a chuva como companhia e o frio que me lembra você. Sinto falta das nossas madrugadas e dos beijos intermináveis que me arrancavam suspiros. Sua pele quente aquecia até minha alma e fazia meu corpo transpirar prazer e vida. Sinto falta do perfume e de tudo que me transformava na flor que você colhia todas as manhãs quando me acordava com um beijo. Sinto falta da areia em meus pés e da sua mão segurando a minha enquanto andávamos sob o calor do Sol. Abri os olhos e novamente senti o frio da minha cama enquanto a chuva se intensifica. Os trovões me assustam e não tenho você para me abraçar e sussurrar em meu ouvido que está tudo bem. Te quero de novo, um dia apenas e depois poderei prosseguir.

- Silvana Hennicka

terça-feira, 17 de maio de 2016

Muitas pessoas me perguntam qual o significado dessa tatuagem, uma borboleta pousando em uma rosa. Depois que eu me curei do câncer eu percebi que estava prestes a romper o casulo e ter finalmente a minha liberdade, assim como acontece com a borboleta, minha metamorfose estava concluída, mas percebi que para chegar nessa fase de liberdade eu tive que passar por muitas coisas difíceis. A rosa é a flor que simboliza o amor, mas para tê-la em suas mãos você precisa vencer os espinhos e talvez isso a torne tão especial. é bem difícil colher uma rosa sem se ferir e foi isso que aconteceu comigo, muitas cicatrizes até chegar a felicidade. Duas metáforas perfeitas que descrevem a minha trajetória, que apesar de difícil meu deu dois anjos, meus filhos e foi por esse motivo, que tatuei o nome deles em meio a minha receita de superação e liberdade.

- Silvana Hennicka!
Hoje eu acordei dançando e vibrando muito por estar viva. Saí da cama agradecendo como todos os dias pela minha vida, pela minha saúde e por tudo ser tão perfeito. Você já agradeceu hoje pelo que você tem, antes de começar seu dia reclamando? Você já abriu a janela e deu bom dia para o Sol ou para a chuva, caso ela tenha vindo lhe presentar com gotas cristalinas de água que são necessárias para que a vida exista? Faça isso agora. Respire fundo e apenas agradeça, pois a vida é uma dádiva e ela vai durar tão pouco para que nos apeguemos a coisas insignificantes como uma briga amorosa, um rancor guardado em nosso peito, uma tristeza... Esqueça o passado e as mágoas, apenas viva e perdoe, isso fará a maior diferença em sua vida mesmo que você faça isso apenas dentro de você.

- Silvana Hennicka

domingo, 15 de maio de 2016

Momento "Relax" - Fazendo as Unhas com Beauty Color

Muitas pessoas perguntam se uso unhas postiças. Não, eu nunca usei unhas postiças. Lembro que escrevi em um texto falando que eu não gostava da minha mão, pois era muito e agora eu percebo o quão linda ela é. Além de não usar unhas postiças, eu mesma "faço" a minha unha. sou minha manicure. Esse é um dos momentos que eu tiro pra relaxar, pois sendo meio hiperativa eu nunca paro e fazendo a unha eu consigo até assistir um filme. O que você acha de tentar? Eu não sei fazer maquiagem, mas minhas mãos estão sempre impecáveis. Uma dica de esmalte que eu dou, são os esmaltes da Beauty Color, são fáceis de aplicar e duram vários dias.

- Silvana Hennicka

Detonando

Vale à pena conhecer pessoas especiais. Realizar um sonho é preciso e conhecer o Tico era algo que eu sempre quis. Lembro que um amigo me falou uma vez da emoção que sentiu quando ganhou a Baqueta após um show do Detonautas em Rio Branco no Acre e eu jurei pra ele que eu queria abraçar o Tico e após 4 anos eis que aqui estou. Não só abracei, como também conversei bastante com ele e só fala mal, quem não o conhece.
Obrigada pelo carinho Tico.

Quando os Sonhos se Dissipam - 10) Revelações de Um Travesti | Silvana H...

Como Perder um Homem em Poucas Tentativas?

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Acordei pra Mim

Durante toda a minha vida eu fiquei buscando algo que não sabia o que era. Eu passava dia após dia tentando imitar algo fora de mim, mas que se enquadrava no que os outros queriam. Sempre achei minha mão muito grande, meu cabelo muito fino, meus seios pequenos, minha risada exagerada, meu corpo fora dos padrões estilo "gostosona", dentre vários outros defeitos, que no fundo eram as mais belas qualidades que eu possuía. Eu não via isso em mim como um presente de Deus, porque achava as outras mulheres mais lindas com suas mãos miudinhas e seus seios fartos. Passei boa parte da minha vida chorando sozinha por me sentir uma menina pobre e que os meninos mais cobiçados nunca iriam olhar. Mas eu não me lembrava mais que na verdade, os meninos mais lindos do colégios me disputavam no tapa. Claro que eu não via isso, pois estava tão ocupada inveja as outras meninas com seus "corpões" e suas cabeças com cabelos lindos e sedosos, porém sem cérebro. Eu cresci e me casei, só não entendi até hoje porque eu fiz isso, afinal, eu não o amava. Ah, lembrei, eu casei porque todos casam e como todo mundo era meu espelho, eu também queria ter meus filhos, minha casa, cozinhar para um homem e não precisava ser alguém especial, bastava ser homem e me sustentar, porque mulheres criadas para casar e ter filhos, só sabem cuidar da casa e dos filhos. Eu tinha tudo isso, só não entendia o que faltava ainda. O sonho havia se realizado e porque ainda sobrava espaço dentro de mim? O fato é que eu era mais um robozinho que a sociedade e a família haviam programado. Eu não podia errar, eu não podia decepcionar e frustrar os sonhos que outras pessoas haviam sonhado pra mim. Sabe, o tempo passou e o conto de fadas, era de fadas, descobri isso à pouco tempo. Graças à Deus eu descobri a tempo de não ser engolida pelas pessoas falsas e hipócritas que povoam a Terra. Eu acordei antes que tudo se acabe e meus olhos se fechem. O problema de acordar do pesadelo que foi sua vida é que os outros continuam dormindo. Como viver lúcida dentro de uma fantasia coletiva? É fácil, eu descobri uma prece infalível. Você pega um microfone e grita bem alto: "Vão se foder". Depois de fazer isso você descobre que não precisa mais fingir que gosta de pessoas que no fundo você não suporta. Não precisa mais fingir que gosta de ir para a cama com alguém só para não ser chamada de frígida. Não precisa mais perder seu tempo expondo sua vida em redes sociais ou querendo saber tudo da vida dos outros. Você não precisa mais ser a quela mãe que sua mãe foi pra você, agora você pode ser amiga dos seus filhos, pois você acordou. Agora você pode dizer que é melhor ganhar dinheiro do que ser pedida em casamento. Tá, mas e agora que eu posso fazer e dizer, sem fingir, eu virei a pessoas estranha que não se enquadra mais em nada? Quer dizer que temos que fingir que somos felizes para podermos ser aceitos? Eu nunca fui tão feliz, mas não tenho amigos e sinceramente, não me faz falta, mas então, porque as pessoas não entendem que estou bem como estou, que nunca meus negócios foram tão bem? Que eu só vou pra cama com quem eu quero e não com quem me escolhe. Que sempre que eu tenho um tempo pra mim, eu me divirto muito sozinha, meditando. Eu gostaria antes de mandar o mundo pro inferno, dizer que eu desejo do fundo do meu coração que antes que a vida de vocês termine, vocês descubram que tem aí dentro de vocês, um espírito, que só vai se manisfestar, no dia em que tudo o que está fora de você, não tiver importância e talvez nesse dia, vocês parem de tentar encontrar respostas para a maneira com que eu escolhi pra viver. Obrigada meu amado Universo, por não fazer de mim uma escrava de WhatsApp, Facebook, Instagram, etc... Obrigada por me livrar da necessidade de expôr meu corpo ou minha vida e assim me sentir alguém melhor. Obrigada por me colocar no caminho certo para que eu encontrasse a felicidade aqui dentro de mim e me dar a s ferramentas para que eu posso expressar o que sinto por mim mesma e assim ajudar quem ainda quer uma mudança interna e está correndo atrás do tempo perdido ou do tempo gasto com coisas inúteis.

- Silvana Hennicka!